Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

QUALIFICAÇÃO

Gestantes de Noronha participam de curso de plantas medicinais na semana do meio ambiente

Publicado em: 10/06/2022 16:13

 (Foto: Karol Vieira. )
Foto: Karol Vieira.

Dentro das atividades da Semana de Meio Ambiente, que acontece em Fernando de Noronha até este sábado, o programa Mãe Coruja ofereceu um curso sobre plantas medicinais para gestantes, mulheres e famílias cadastradas no programa. Intitulado de “Bem-estar, saúde e beleza”, o curso foi realizado no Canto Mãe Coruja, localizado na Unidade de Saúde Família - Dois Irmãos, em parceria com o Instituto Agronômico de Pernambuco – IPA.

Durante os dois dias do curso, as participantes aprenderam a confeccionar máscaras relaxantes, travesseiros com ervas para insônia, sais de banho, óleo corporal perfumado, sabonete medicinal de aroeira e sabonete líquido para lavabo, essência com cascas de limão, inseticida natural, repelente, etc. Também receberam orientações sobre o uso racional das plantas, o reaproveitamento de alguns materiais recicláveis para embalagens e a criação de produtos artesanais utilizando plantas.

A enfermeira Ana Carolina, Gestora do Canto Mãe Coruja - Fernando de Noronha, explicou que o objetivo do curso foi ensinar as pessoas utilizarem as plantas na saúde e na beleza, através dos produtos cosméticos criados, proporcionando, dessa forma, o bem-estar de quem utiliza.

“O propósito das aulas foi fazer o resgate e a valorização da cultura popular sobre plantas medicinais, também sobre a questão do reaproveitamento de materiais e os produtos artesanais produzidos, que servem como uso doméstico e geração de renda para as famílias do arquipélago.”

O curso também marcou a retomada do Programa Mãe Coruja na ilha, depois de um período suspenso por conta da pandemia. Porém, mesmo com as atividades presenciais interrompidas, o acompanhamento das gestantes foi mantido, oferecendo assistência no período do pré-natal, com atendimentos de forma remota com profissionais do programa, além da articulação com o Mãe Coruja Recife para as visitas de acolhimento (seguindo todos os protocolos de saúde) durante a estadia delas no hotel parceiro da Administração.

Com a volta das atividades presenciais na ilha, estão sendo oferecidas para as famílias ações integradas com esporte, lazer e cultura, orientações para uma alimentação mais saudável, cursos de qualificação profissional, oficinas e cursos de desenvolvimento infantil, entre outros.

O Mãe Coruja, criado pelo Governo de Pernambuco, foi implantado em Noronha em 2018. Desde então, tem contribuído efetivamente para o bem-estar de gestantes e crianças, além do fortalecimento dos vínculos comunitários e identitários da população noronhense. “A missão do Mãe coruja Noronha é contribuir para a promoção do desenvolvimento humano através do empoderamento das mulheres e famílias da ilha, com a indução de políticas públicas de atenção integral à gestante e à criança na primeira infância. Reforçar os vínculos afetivos, familiares e comunitários na perspectiva da promoção do desenvolvimento humano”, destaca Lilia Simões, Coordenadora Estadual do Programa Mãe coruja Pernambucana.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Desemprego cai a 9,8% entre março e maio no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado federal Daniel Coelho e com a Dra. Magda Maruza
Registro de armas dispara no Brasil durante governo Bolsonaro
Manhã na Clube: Diogo Moraes (PSB) e Alexandre Henrique (PSOL), pré-candidato a dep. estadual
Grupo Diario de Pernambuco