Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

RESSOCIALIZAÇÃO

Curso de Artesanato em Couro e Pele, do Senar-PE, é ofertado a socioeducandos do Pirapama

Publicado em: 14/06/2022 18:56

 (Com 40 horas/aula, a formação capacita os adolescentes para produção de materiais como bolsas, cintos e carteira. Foto: Divulgação.)
Com 40 horas/aula, a formação capacita os adolescentes para produção de materiais como bolsas, cintos e carteira. Foto: Divulgação.

A parceria entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-PE) e a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) segue dando oportunidades de qualificação profissional para adolescentes em cumprimento de medida de internação. Doze jovens do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Pirapama, participaram do curso de Artesanato em Couro e Pele.

As aulas acontecem dentro da unidade da Funase e possui 40 horas/aula. Durante o curso, ministrado por Helena Cinthya, os adolescentes aprenderam como realizar o corte, a modelagem, os desenhos e a costura do couro. “Além de desenvolver a criatividade, os socioeducandos estão descobrindo vocações e poderão ter uma alternativa de fonte de renda”, explica a coordenadora geral do Case, Cristyane Galindo. Foram produzidos cintos, bolsas, carteiras e porta-moedas.

A parceria com o Senar-PE, acontece desde 2014, mesmo antes de uma cooperação técnica ter sido firmada, ato que aconteceu em 2018. Renovada anualmente, com articulação do Eixo Profissionalização, Esporte, Cultura e Lazer da Funase, vem contemplando várias unidades socioeducativas. De 2017, até agora, mais de 44 turmas já foram formadas e cerca de 500 socioeducandos atendidos.

“Os cursos são portas para as potencialidades dos socioeducandos e das unidades. Nosso objetivo é explorar todas as possibilidades de qualificação profissional e de geração de renda para os adolescentes”, destaca o coordenador do Eixo Profissionalização da Funase, Normando de Albuquerque.

A parceria com Senar também promove cursos de eletricistas, bombeiro hidráulico, pintor imobiliário; artesanato em material reciclável e cerâmica, panificação e produção de bolos e bolachas; jardinagem; terrário; cultivo de olerícolas e agricultura orgânica.

Casa da Cultura

Os artesanatos produzidos pelos socioeducandos ficam expostos para venda no espaço da Funase, na Casa da Cultura. A Libert’arte, nome do espaço da Fundação, fica na Zona Oeste da Casa da Cultura, cela 102. Todos os artesanatos produzidos pelos socioeducandos também estarão expostos na Feneart 2022, que será realizada no mês de julho.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Suspeito de ataque a tiros com seis mortos é detido nos EUA
Manhã na Clube: entrevistas com o pastor Wellington Carneiro e Alexandre Castelano
Planta gigante, prima da vitória-régia, é descoberta em Londres
Manhã na Clube: entrevistas com a deputada estadual Teresa Leitão (PT) e Juliana César
Grupo Diario de Pernambuco