Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Covid-19: Pernambuco autoriza 2ª dose de reforço para adultos em abrigos

Publicado em: 08/06/2022 17:21

 (Foto: Maria Tama/AFP)
Foto: Maria Tama/AFP
A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) - por meio do Programa Estadual de Imunizações (PNI-PE) - autorizou a aplicação da 2ª dose de reforço (ou 4ª dose) da vacina contra a Covid-19 em adultos que, nesse momento, vivem em abrigos por conta das fortes chuvas que atingem o Estado, pelo menos, desde meados de maio. Podem receber a dose do imunizante, pessoas a partir dos 18 anos de idade que completaram seus esquemas vacinais e que já tomaram a dose de reforço (ou 3ª dose) há pelo menos quatro meses.

A medida visa garantir a proteção contra o novo coronavírus e prevenir a propagação da doença em ambientes coletivos. "Em situações de emergência como essa, é necessário que todas as medidas sejam tomadas a fim de reduzir as chances de transmissão da doença, especialmente, pelas condições de vulnerabilidade da população. Já encaminhamos nota técnica aos municípios autorizando que usem as doses disponíveis, de acordo com a necessidade de cada cidade", explica a superintendente de Imunizações do Estado, Ana Catarina de Melo.

Para a aplicação da 2ª dose de reforço (ou 4ª dose) devem ser utilizados os imunobiológicos da Pfizer, Astrazeneca/Fiocruz ou Janssen, conforme orientação do Ministério da Saúde (MS). Nessa terça-feira (06/06), Pernambuco havia ampliado a 2ª dose de reforço contra a Covid-19 para pessoas a partir dos 50 anos e trabalhadores da saúde, de qualquer idade.

Influenza - A recomendação é imunizar também todas as pessoas - a partir dos seis meses de idade - contra a Influenza. A vacina é eficaz contra as cepas H1N1, H3N2, incluindo a cepa Darwin, e tipo B. "Ampliamos o público para atender além dos grupos prioritários que foram definidos pelo Ministério da Saúde para a campanha nacional. Não podemos esquecer que vivenciamos, entre a segunda quinzena de dezembro do ano passado e a primeira quinzena de janeiro deste ano, uma forte epidemia de influenza em Pernambuco e todos os esforços são necessários para reduzir o número de adoecimentos", afirma, Ana Catarina.  

Tétano e Hepatite B - Recomendou-se, ainda, que seja verificado se todas as pessoas desabrigadas, profissionais de saúde ou socorristas estão com a vacinação atualizada para Hepatite B, em função da possibilidade de contato com sangue. A mesma recomendação se aplica para a utilização da vacina Dupla tipo adulto (dT), para evitar casos de tétano.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Nova presidente da Caixa toma posse e anuncia primeiras medidas
Manhã na Clube: entrevista com o ex-ministro e pré-candidato ao senado, Gilson Machado
Suspeito de ataque a tiros com seis mortos é detido nos EUA
Manhã na Clube: entrevistas com o pastor Wellington Carneiro e Alexandre Castelano
Grupo Diario de Pernambuco