Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

EDUCAÇÃO

A filosofia de Pernambuco falando para o mundo

Publicado em: 19/06/2022 10:37

 (João Maurício Adeodato. Foto: Acervo Pessoal.)
João Maurício Adeodato. Foto: Acervo Pessoal.

 

Pela segunda vez, na história da filosofia do direito, um brasileiro é escolhido para palestrante plenário no Congresso Mundial da Associação Internacional de Filosofia Jurídica e Social – IVR na sigla em alemão. O professor João Maurício Adeodato, que foi por 33 anos titular da cátedra de Introdução ao Estudo do Direito, além das disciplinas de Filosofia do Direito e Metodologia da Pesquisa, na Faculdade de Direito do Recife, da UFPE, será o homenageado. Vai expor sua filosofia retórica realista no XXX Congresso Mundial, em Bucareste, Romênia, agora em 3 de julho de 2022.

Essa instituição foi idealizada por Rudolf von Jhering (para muitos o maior jurista do século XIX) e efetivamente fundada em 1º de outubro de 1909, sob a liderança de Josef Kohler e Fritz Berolzheimer, e é a mais antiga e proeminente na área jurídica no mundo e uma das mais importantes em todas as ciências humanas e sociais. O primeiro congresso propriamente dito foi realizado em Berlim, na Preuβisches Herrenhaus, em maio de 1910. Suas atividades foram interrompidas durante as guerras e em 1947 foram retomadas sob a liderança de Theodor Viehweg. Em 2009 comemoraram-se os cem anos de fundação da IVR, que nesse período congregou praticamente todos os filósofos do direito importantes dos tempos modernos, tais como Hans Kelsen, Herbert Hart, Ortega y Gasset, Norberto Bobbio, Miguel Reale, Lon Fuller, Ronald Dworkin, Joseph Raz, Niklas Luhmann, Jürgen Habermas e Robert Alexy, dentre muitos outros.

Em 2013 o Congresso aconteceu pela primeira vez no Brasil, em Belo Horizonte, precedido de um Preparatório no Recife, em 2012, organizado pelo Prof. Adeodato. Esses foram os maiores congressos realizados até hoje no Brasil na área, pelo critério da presença de palestrantes estrangeiros. No último Congresso Mundial, o 29º, ocorrido em Lucerna, Suíça, em 2019, inscreveram-se mais de 1.400 associados, provenientes de mais de 50 países. Desses, cerca de 250 eram brasileiros, a maior delegação.

O primeiro brasileiro a fazer parte do Comitê Executivo como representante de instituição brasileira foi João Maurício Adeodato, eleito para o período 2011-2015 e reeleito até 2019. EM 2019, outro brasileiro foi eleito para o período 2019-2023, Marcelo Campos Galuppo, da Universidade Federal de Minas Gerais e da PUC/Minas Gerais, simultaneamente escolhido para o cargo de Vice-Presidente. Isso mostra a inserção brasileira na administração da Associação, mas só agora, com essa designação de Adeodato pelos colegas dos cinco continentes, o Brasil se afirma como sede de correntes filosóficas significativas e discutidas em todo o mundo.

Doutor e livre-docente pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo e um dos muito poucos pesquisadores nível 1-A do CNPq, Adeodato é hoje Professor Permanente dos Programas de Doutorado da Faculdade de Direito de Vitória (ES) e da Universidade Nove de Julho (SP).

Ser um palestrante principal em um congresso dessa categoria recompensa também o professor que continua orientando e já orientou bem mais de uma centena de teses de doutorado e dissertações de mestrado, fugindo ao perfil do pesquisador trancado em bibliotecas ou laboratórios, alheio aos alunos. Ainda assim, Adeodato publicou cerca de duas centenas de trabalhos, estudos e livros no Brasil e em diversos países, tais como Alemanha, Argentina, China, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Índia, Itália, Portugal, Turquia, Colômbia, e foi professor convidado em muitos mais.

O grupo de pesquisa dirigido pelo Professor desde 1984, é o mais antigo da área de direito em funcionamento no Brasil, e publicou uma série de obras sobre as especificidades da cultura e do pensamento brasileiros. Além disso, sua inserção internacional envolve pareceres e participações em Comissões de Seleção na Fundação Humboldt, no Deutscher Akademischer Austauschdienst, na Inamori Foundation, para não falar das dezenas de órgãos e instituições brasileiras de pesquisa.

A filosofia retórica realista de Adeodato reúne influências clássicas, sobretudo a de Aristóteles, ao que de mais moderno há nos debates filosóficos, dentro da teoria da linguagem e da antropologia. Porém isso é feito de maneira original e crítica. Em 40 anos de estudos, Adeodato abordou os temas centrais da filosofia, indo da teoria do conhecimento à ética, construindo as bases de um ceticismo sobre as qualidades humanas.


 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Última Volta: GP da Grã Bretanha de F1 2022
Toalhas de Lula e Bolsonaro movimentam o comércio e dão o tom das eleições
Desemprego cai a 9,8% entre março e maio no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado federal Daniel Coelho e com a Dra. Magda Maruza
Grupo Diario de Pernambuco