Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Unidades de saúde conscientizam sobre Maio Amarelo

Hospitais Miguel Arraes e Dom Helder atenderam 28% dos acidentados no estado em 2021

Publicado em: 03/05/2022 12:05 | Atualizado em: 03/05/2022 12:39

 (Foto: Divulgação.)
Foto: Divulgação.
Unidades de saúde referência no atendimento a vítimas de acidentes de trânsito do Recife estão engajadas nas ações do Maio Amarelo, mês de conscientização por um trânsito mais seguro. Durante todo o mês, o Hospital Miguel Arraes (HMA/FGH), em Paulista, e o Hospital Dom Helder Câmara (HDH/FGH), no Cabo de Santo Agostinho, realizam programação especial com o tema da campanha deste ano: “Juntos salvamos vidas!”.
De acordo com dados do Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito (RENAEST), da Secretaria Nacional de Trânsito, em 2021 houve 11.647 mortes decorrentes de acidentes em todo o país. Já em Pernambuco foram 1.261 mortos em 8.924 acidentes registrados, que também deixaram 8.765 feridos. Um total de 28% dessas vítimas lesionadas corresponde ao principal perfil atendido nas duas unidades de saúde metropolitanas.
Entre os meses de janeiro e dezembro de 2021, o HMA e o HDH, juntos, receberam 2.493 notificações de entradas de pacientes vítimas de acidentes de trânsito. Em sua maioria, o perfil é do sexo masculino, com idades entre 20 e 39 anos, sendo a motocicleta o meio de locomoção com maior registro de acidentes. “É uma vítima de queda ou de colisão, na maioria das vezes, e que resulta em fratura em 80% dos casos. São pacientes que precisam de cirurgias e longos períodos de internação hospitalar, resultando quase sempre em sequelas para toda a vida. Porém muitos desses acidentes poderiam ter sido evitados”, alerta o ortopedista e traumatologista Sormane Britto, diretor geral do HMA.
Este é o grande desafio do Movimento Maio Amarelo neste ano: conscientizar a sociedade de que todos podem salvar vidas, conhecendo e cumprindo regras. Simples gestos como atravessar na faixa de pedestres e obedecer ao sinal de trânsito podem evitar grandes acidentes envolvendo quem circula a pé, de motocicleta, carro ou em grandes veículos.
As orientações serão repassadas pelo Hospital Miguel Arraes e pelo Hospital Dom Helder Câmara aos seus usuários, ao longo do mês, através dos setores de Educação Permanente e Vigilância Epidemiológica Hospitalar. No HMA, a programação começou nesta terça-feira (3), no Ambulatório do hospital, com uma palestra da assistente social Mikaella Buarque sobre o DPVAT, seguro que indeniza vítimas de acidentes de trânsito, para pacientes egressos e seus acompanhantes. O Movimento Maio Amarelo também será tema da palestra, que acontece na Emergência.
No decorrer do mês, outras discussões sobre o assunto acontecerão na unidade. Uma grande ação ocorrerá no próximo dia 25, quando funcionários devem percorrer todo o hospital alertando sobre a segurança no trânsito. Já no HDH, uma vasta programação de palestras e atividades junto a acompanhantes também está programada.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Última Volta: GP da Espanha 2022 de F1
Antiproibicionismo: Marcha da Maconha por uma nova política de drogas
Manhã na Clube: entrevista com Raquel Lyra (PSDB)
Casamento de Lula e Janja: celulares barrados na entrada
Grupo Diario de Pernambuco