Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

SOLIDARIEDADE

Solidariedade mantém a comunidade com moradias afetadas pelo fogo no Pina com vida

Moradores da comunidade afetada pelo incêndio na sexta-feira(06) recebem doações e sonham com dias melhores

Publicado em: 11/05/2022 15:59

 (Foto: Rafael Vieira/DP. )
Foto: Rafael Vieira/DP.
 

A associação dos moradores do Pina tomou a frente da arrecadação, organização, distribuição e solicitações de doações e ações para a população que teve sua moradia atingida pelo incêndio na última sexta-feira(6). O grupo é chamado de Comissão dos Moradores da ponte do Pina dos queimados.

A cozinha solidária da comunidade já existia e contemplava todos moradores com café da manhã, almoço e jantar, porém em uma quantidade reduzida, pois os moradores faziam suas comidas. Devido ao incêndio cerca de 140 pessoas passaram a depender da comida produzida na cozinha solidária.

 (Foto: Rafael Vieira/DP. )
Foto: Rafael Vieira/DP.
 

O presidente da associação dos moradores, Rafael Farias, 38, conta que estão precisando de doações de alimentos. "Quem tiver alguma doação procure a comissão, entregue diretamente em nossas mãos. Aqui já construímos um almoxarifado e estamos em produção total na cozinha. A prefeitura também está nos prestando todo apoio com cestas básicas para os moradores, colchões, mutirão para emissão de documentos e serviços de saúde", conta.

 (Foto: Rafael Vieira/DP. )
Foto: Rafael Vieira/DP.
 

As doações podem ser entregues pela ponte do Pina e pelo Centro Esportivo do Pina. Chegando ao local o doador deve procurar algum membro da comissão ou podem entrar em contato com o presidente da associação para mais informações através do contato (81) 99789-1840 (whatsapp). 

Nesta manhã a comissão distribuiu uma bandeja com 15 ovos para os moradores. Eles compraram 150 bandeja com 30 ovos cada, a aquisição só foi possível graças a doações que chegaram via PIX. A comissão explicou que eles tem uma subcomissão para cuidar das finanças formada por moradores e lideranças.

A moradora Fabíola Carla, 40, perdeu tudo o que tinha em sua casa no incêndio. No local ela morava com quatro filhos, dois netos e um genro que por enquanto estão na casa de amigos. "A associação, a prefeitura e muita gente estão ajudando, mas estamos desabrigados. Sem nada, estamos precisando de tudo", conta.

As amigas Andreza Deluca, 43, moradora do Pina e Aline Pinheiro, 58, da Imbiribeira, retornaram pela segunda vez a comunidade afetada para levarem doações.  "Eu e Aline trouxemos algumas coisas ontem e estamos voltando hoje com coisas que conseguimos com familiares e amigos", conta Andreza.

Alison Oliveira, 30, morador da Caxangá estava no local para doar um fogão. "Eu vi através das redes sociais que o pessoal perdeu tudo e vim ajudar. Temos que faz o pelo menos o mínimo pra ajudar a população", explica.

A Prefeitura do Recife estava no local durante essa manhã com ações voltadas para a saúde dos moradores com aplicação de vacinas, Covid-19 32 doses, influenza 12 e sarampo sete. Atendimento médico à 26 pessoas, aferição da pressão arterial a 35, glicemia a 28 e orientação de higiene bucal para 25 pacientes. A população também contou com emissão de documentos.

Durante essa tarde os moradores receberão uma nova remeça de cestas básicas e colchões.

 

Incêndio

 (Foto: Rafael Vieira/DP. )
Foto: Rafael Vieira/DP.
 

O incêndio aconteceu na tarde da última sexta-feira (6), entre as pontes Agamenon Magalhães e Paulo Guerra, principais ligações entre a Zona Sul e o Centro do Recife. De acordo com os moradores 40 palafitas foram destruídas.

As causas do fogo ainda não foram de divulgadas, mas o caso segue em investigação. Nesta manhã, peritos do Instituto de Criminalística (IC) estiveram na área do incêndio.

 

Reunião

Amanhã (12) a comissão de representantes de moradores terá uma nova reunião com representantes da prefeitura em busca de saber o valor da indenização e por quanto tempo a cestas básicas serão distribuídas.

Na segunda-feira (9) aconteceu a primeira reunião com um grupo de 20 moradores que, Na reunião os líderes da comunidade apresentaram uma série de propostas e a prefeitura garantiu o pagamento do auxílio pecúnia, no valor de R$ 1.500,00, às 141 famílias cadastradas pelo município, em 2021, e que residem no local. Além disso, também será assegurado pagamento do auxílio-moradia, no valor de R$ 200,00, para os mesmos grupos familiares.

 

Doações

Comissão dos Moradores da ponte do Pina dos queimados

Contato: (81) 99789-1840 (whatsapp).

 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com Bruno Rodrigues e Débora Almeida
Manhã na Clube: entrevista com a dra. Tamara Cristina, endocrinologista
Refugiados ucranianos no Brasil: mais de 10 mil quilômetros longe de casa
Grupo Diario de Pernambuco