Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

SAÚDE

Prefeitura do Recife inicia segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra Gripe nesta terça

Publicado em: 02/05/2022 16:29

 (Também passarão a receber o imunizante gestantes, puérperas, professores das redes de ensino pública e privada e pessoas com comorbidades, entre outros públicos. Foto: Divulgação.)
Também passarão a receber o imunizante gestantes, puérperas, professores das redes de ensino pública e privada e pessoas com comorbidades, entre outros públicos. Foto: Divulgação.

A partir desta terça-feira (3), a Prefeitura do Recife dará início à segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra Gripe. Neste primeiro momento, serão contempladas gestantes, puérperas, professores das redes de ensino pública e privada e pessoas com comorbidades, entre outros públicos.

Até o momento, o Recife já aplicou 80.314 doses do imunizante - o que representa 18,17% de cobertura vacinal. A meta, segundo recomendação do Ministério da Saúde, é alcançar 90% de cobertura. A vacina estará disponível nas mais de 150 salas de vacinação da Secretaria de Saúde (Sesau) do município, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. A lista completa está disponível neste link: https://bit.ly/GripeeSarampo2022.  

Também passam a receber a vacina as pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, profissionais das forças de segurança e salvamento e das forças armadas, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade e adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas. Esta segunda fase seguirá até o dia 3 de junho. No último sábado (30), já começaram a receber a vacina contra influenza as crianças de seis meses a menores de cinco anos. Os idosos a partir de 60 anos e trabalhadores da saúde, incluídos na primeira fase da campanha e que ainda não se vacinaram, podem procurar uma das unidades de saúde da Sesau para receber o seu imunizante.

A nova vacina contra gripe já inclui a proteção contra a cepa do vírus H3N2 (Darwin), que recentemente teve forte circulação no país, causando uma epidemia. Uma vez que a campanha de vacinação contra gripe ocorre ao mesmo tempo da vacinação contra a covid-19, é importante destacar que não há nenhum tipo de restrição na imunização para os adultos e idosos.

Também conhecida como gripe, a Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade no mundo todo, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais. A transmissão ocorre por meio de secreções expelidas das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir e espirrar, ou pelo contato das mãos.

Sarampo

No último sábado (30), a Prefeitura do Recife antecipou o início da vacinação contra o sarampo para as crianças de seis meses a menores de cinco anos, que estava prevista para a próxima terça (3). Além deste grupo, também podem receber a vacina os trabalhadores da saúde, contemplados na primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. A vacina contra o sarampo é a tríplice viral, que também é eficaz contra rubéola e caxumba. Até o momento, foram aplicadas 24.947 doses desse imunizante - o que representa uma cobertura vacinal de 13,89%.

O sarampo é uma doença infectocontagiosa transmitida através de secreções das vias respiratórias, como gotículas eliminadas pelo espirro ou pela tosse. Os sintomas começam a se manifestar entre dez e 12 dias depois do contágio e duram entre sete a dez dias, podendo levar à morte.

Documentos

Para agilizar a vacinação, a Secretaria de Saúde do Recife recomenda que os usuários levem um documento de identificação, a carteira de vacinação e o cartão SUS (se tiverem esses dois últimos). Parte do público-alvo precisa apresentar também documentos que provém a necessidade da imunização. Os profissionais das redes públicas e privadas de saúde e os professores, por exemplo, devem levar comprovantes laborais, como crachás ou carteira de trabalho. Já as gestantes, puérperas, pessoas com comorbidades ou deficiência permanente devem levar laudos médicos que comprovem a condição.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Refugiados ucranianos no Brasil: mais de 10 mil quilômetros longe de casa
Manhã na Clube: entrevista com Miguel Coelho
Manhã na Clube: entrevista com dr. Antônio Manuel de Almeida Dias, presidente da CESPU Europa
Tite divulga lista de convocado  com uma surpresa
Grupo Diario de Pernambuco