Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

LUTO

Dois homens são mortos com tiros em Brasília Teimosa, no Recife

Publicado em: 03/05/2022 13:44 | Atualizado em: 03/05/2022 14:18

Sepultamento de Ricardo acontecerá às 16h desta tarde, em Santo Amaro, no Recife (Reprodução)
Sepultamento de Ricardo acontecerá às 16h desta tarde, em Santo Amaro, no Recife (Reprodução)
Dois homens foram mortos a tiros no fim da tarde desta segunda-feira (02), no bairro de Brasília Teimosa, na zona sul do Recife. Um deles foi identificado como Ricardo Silvino, de 29 anos, que possuía um comércio na região. A identidade do outro, no entanto, segue desconhecida.
 
De acordo com moradores, dois homens chegaram num carro já atirando na direção das vítimas, na Rua Alagoinha. E quando o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o SAMU, chegou ao local, ambos já estavam sem vida, sendo levados ao Instituto de Medicia Legal (IML), em Santo Amaro.
 
Ricardo Silvino, que era conhecido na comunidade por ser dono de uma vidraçaria, também era irmão de Rodrigo Silvino, influenciador digital que confirmou o acontecido em suas redes sociais.
 
De acordo com a polícia, que classificou a morte dos homens como homicídio, ainda não se sabe quais foram as motivações dos tiros. O caso teve investigação aberta e segue em apuração.
 
Enterro 
 
O enterro do corpo de Ricardo Silvino acontecerá às 16h desta terça-feira (03), no cemitério de Santo Amaro, no Recife.
 
Um ônibus sairá às 14h da comunidade para levar, de forma gratuita, amigos que quiserem se despedir de Ricardo. A saída será na orla de Brasília Teimosa, na esquina com a Rua Estrela do Mar. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Soldado russo se declara culpado por crime de guerra na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Cada vez mais brasileiros procuram a medicina tradicional chinesa
Grupo Diario de Pernambuco