Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

DOAÇÃO DE SANGUE

Centro Universitário Maurício de Nassau Recife realiza, em parceria com o HEMOPE, a "Semana do doador de sangue"

Publicado em: 02/05/2022 16:14 | Atualizado em: 02/05/2022 16:35

 (Foto: Divulgação. )
Foto: Divulgação.

A semana do doador de sangue no Centro Universitário Maurício de Nassau Recife (UNINASSAU) acontece nos dias 03 e 04 de maio, no campus Graças, e no dia 10 do mesmo mês no campus Caxangá.

Cada bolsa de sangue doada pode ajudar até quatro pessoas. A contribuição é um gesto humanitário, no qual o indivíduo dá assistência a quem precisa. Para doar sangue, é preciso estar com boa saúde, ter entre 16 e 69 anos e pesar acima de 50 kg. É importante que a população torne este gesto regular para preservar os bancos de sangue. Dessa forma, será mais difícil ter uma baixa no estoque e as pessoas que carecem de ajuda não precisarão esperar tanto por um doador.

“É fundamental incentivar a doação de sangue entre nossos amigos e familiares. Esperamos que a sociedade aproveite o mutirão que a Instituição está realizando, pois, quanto mais pessoas comparecerem, maior será o estoque de sangue do HEMOPE. Essa é uma grande ajuda para o centro de doação, que precisa de doadores de todos os tipos de sangue, principalmente O+, para garantir o atendimento dos pacientes necessitados”, afirma Gregório Lima, diretor da UNINASSAU Caxangá.

O evento acontece na unidade da Caxangá, localizada na Av. Joaquim Ribeiro, 1080, e no Bloco B do campus Graças, situado na Rua Guilherme Pinto, 400 -- Derby. Os interessados podem se apresentar das 08h às 12h e 14h às 17h.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Cada vez mais brasileiros procuram a medicina tradicional chinesa
Manhã na Clube: entrevistas com Bruno Rodrigues e Débora Almeida
Grupo Diario de Pernambuco