Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

OPORTUNIDADE

Oito reeducandos participam de reforma e conserto de brinquedos em praças e parques

Publicado em: 25/04/2022 12:31

Trabalho é feito através de convênio entre Patronato Penitenciário e a Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana (Surama Negromonte)
Trabalho é feito através de convênio entre Patronato Penitenciário e a Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana (Surama Negromonte)
A demanda tem sido grande e os reeducandos do regime aberto, acompanhados pelo Patronato Penitenciário, órgão da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), estão dando conta do trabalho. Eles pintam, consertam, soldam e montam os brinquedos usados no lazer de crianças em praças e parques, como, balanço, escorrego, gangorras, entre outros equipamentos.  
  
O trabalho é feito através de um convênio entre o Patronato Penitenciário e a Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb). O grupo formado por oito homens deixa os equipamentos prontos para serem reinstalados. Mas eles também atuam no conserto e pintura de gradis de praças, e fabricam barras de futebol.

Segundo Josafá Reis, superintendente do Patronato Penitenciário, "com essa atividade de recuperação dos brinquedos eles prestam um grande serviço à comunidade e, ao mesmo tempo, são resgatados através do trabalho", disse.
 
Os reeducandos trabalham das 7h às 11h e das 12h às 16h, de segunda a sexta-feira, e pelos serviços recebem um salário mínimo (R$ 1.212,00), auxílio de transporte e alimentação.

"O trabalho deles é muito importante aqui, eles recolhem o brinquedo ou o gradil quebrado, levam de dois a três dias para consertar, e ainda fazem a reinstalação na praça", ressaltou Luís Carlos de Abreu e Lima, que é gerente de parques da Emlurb.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevistas com Mendonça Filho e dr. Roberto Galvão Filho, oftalmologista
Ataque a tiros em escola nos EUA deixa 21 mortos
Para OMS, varíola do macaco ainda pode ser contida
Manhã na Clube: Henrique Queiroz Filho (PP), Edno Melo (Republicanos) e André Morais (CORECON-PE)
Grupo Diario de Pernambuco