MUDANÇAS

Mercado de Casa Amarela passa por reformas no valor R$ 237 mil

Publicado em: 22/04/2022 12:49

 (Rodolfo Loepert/PCR)
Rodolfo Loepert/PCR
O Mercado de Casa Amarela, na Zona Norte do Recife, passa por reformas de sanitários, depósito, e fachadas dos boxes, além da instalação de uma faixa de pedestre elevada, acessível e com piso tátil entre o Mercado Velho e o Anexo I. De acordo com a Autarquia de Serviços Urbanos do Recife (CSURB), o investimento atual está no valor de R$ 237 mil. Nesta sexta-feira (22), foi aberto uma nova etapa da requalificação e manutenção do mobiliário da área de alimentação externa, além da instalação de sinalização e de toldos retráteis para o estabelecimento, através de um chamamento público. O Mercado de Casa Amarela está desde março passando por reformas.

“A gente começou a fazer a ligação entre o mercado e o anexo. Essa obra é resultado de uma emenda do deputado Tadeu Alencar, a CSURB está executando. A gente vai fazer a travessia entre os mercados, requalificação, pintura externa, vamos colocar os toldos novos também. Quero agradecer a Tadeu Alencar pela emenda e a Gabriel, que preside a CSURB, que está executando”, esclareceu João Campos (PSB). “Vamos em frente cuidar desse grande símbolo nosso. A gente também publicou uma licitação para fazer a requalificação completa do Mercado de São José, o maior deles, uma obra de R$ 20 milhões. Vamos cuidar dos mercados recifenses”, explicou o prefeito.

Para a requalificação das fachadas dos boxes internos está prevista a substituição das bancadas de granito, que encontram-se danificados devido ao tempo, pintura das portas metálicas, recuperação das paredes dos boxes e a construção de complemento vertical para facilitar a limpeza da laje, que atualmente é dificultada pela falta de barreira física para a água. Estão sendo implantados paraciclos localizados na entrada principal, contando com cinco barras metálicas galvanizadas, num total de 10 vagas para bicicletas. O projeto da coberta visa recuperar em torno de 30% das telhas francesas existentes.

Deacordo com a Autarquia, o objetivo das intervenções é adequar o equipamento à atual dinâmica econômica dos mercados, articulando-o ao desenvolvimento social, cultural e tecnológico e à promoção da acessibilidade. A reforma dos sanitários e depósito prevê intervenção total, com troca de todas as louças, metais, luminárias, portas e revestimento de piso e parede, revisão na instalação elétrica e hidrossanitária, além da pintura do teto existente.

Histórico
Inaugurado em 9 de novembro de 1930, o mercado é um dos mais simbólicos da capital, com uma área construída original de 817 metros quadrados. Fica em um importante eixo de circulação diária de pessoas e veículos, devido ao comércio existente no entorno, e por estar próximo à maior feira livre do Recife, de esquina com a Rua Padre Lemos com a Estrada do Arraial.

Em sua parte externa, há compartimentos que servem alimentação (bares e restaurantes populares) que são as principais atrações. Na área interna, a oferta de produtos é diversificada, com a venda de carnes e queijos vindos do interior, além de frios, peixes, crustáceos, itens de armarinho, ervas, flores e artesanato em palha e barro.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL