Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

MEMÓRIA

Em visita ao Gabinete Português de Leitura, embaixador de Portugal reforça importância de acervo histórico, e revela que Recife receberá expedição Lusitana em maio

Publicado em: 22/03/2022 22:22

O embaixador frisou que o local funciona como acervo para novas gerações e pessoas de outras nacionalidades  (Rômulo Chico/DP Foto)
O embaixador frisou que o local funciona como acervo para novas gerações e pessoas de outras nacionalidades (Rômulo Chico/DP Foto)
Em um prédio da Rua do Imperador, situada no Centro da cidade do Recife, existe um reduto de Portugal. Dentro do Gabinete Português de Leitura de Pernambuco, a história  do país europeu permanece viva em cada detalhe. E na noite desta terça-feira, mais um capítulo marcante entrou para o “livro de memórias” da instituição, através da visita do Embaixador de Portugal no Brasil, Luís Faro Ramos, de 59 anos.

No território nacional desde o mês de dezembro do ano passado, essa foi a segunda visita que ele fez ao Gabinete, sendo a primeira de modo oficial. E não deixou escapar a oportunidade de exaltar um patrimônio vivo de preservação da memória do povo português. Luís ainda classificou o espaço como fundamental para a manutenção do presente e responsável pelas projeções do futuro do povo. “Essa instituição tem maior valor para Portugal. Aqui, sinto que estou fazendo parte da história e sinto que a diretoria e todos membros da comunidade portuguesa cuidam desse espaço e vêm fazendo isso muito bem. É a preservação de uma memória importante. É um local onde se pode ver qual a importância da história portuguesa em Pernambuco e no Recife. É sempre importante ligarmos o passado ao presente e ao futuro”, disse de início.

O embaixador frisou ainda que o local funciona como um acervo para que novas gerações ou pessoas de outras nacionalidades possam receber explicações e tirar dúvidas da presença e dos valores de Portugal. “É um local onde nos encontramos com nossa história, e explicamos às pessoas que têm curiosidade, nossos amigos brasileiros ou de outros países, como se consolidou nessa cidade a presença e o valor dos portugueses”, comentou Luís.

Gabinete estreia retorno de visitações com embaixador

Pelo lado do Gabinete Português de Leitura de Pernambuco, o dia 22 de março de 2022 também ficará guardado na memória da instituição. A visita do embaixador, por exemplo, foi a primeira vez em que a casa “abriu as portas” para um evento sem a necessidade de agendamento. Algo que não acontecia desde o começo da pandemia da Covid-19, iniciada ainda no ano de 2020.

O atual presidente do Gabinete, Celso Stamford Gaspar, que cumpre hoje sua terceira passagem na função, fez questão de resgatar um pouco do início do projeto, que “saiu do papel” em novembro de 1850. “O Gabinete surgiu a partir de um grupo de portugueses que queriam ter um local para se reunir, e desde então a intenção é congregar os portugueses aqui do Recife. Ele é um pedacinho de Portugal no coração do Recife”, disse.

Entre a agenda diária do Gabinete, está a visita de autoridades de Portugal, a exemplo de reitores de instituições de ensino e deputados, que fazem questão de conhecer o reduto português no Recife, segundo o presidente.

“Recebemos as autoridades que vêm de Portugal para cá até hoje. Já tivemos aqui os reitores de todas as universidades de Portugal, deputados e autoridades, porque eles fazem questão de vir até aqui”, afirmou.

Encontro com o governador

O embaixador Luís Faro Ramos também revelou que teve um encontro com o governador do estado, Paulo Câmara. Segundo o português, o compromisso funcionou também como uma oportunidade para agradecer pela recepção que Pernambuco lhe ofereceu. “Tive a oportunidade de lhe agradecer, em nome de Portugal, todo o carinho e a hospitalidade com a nossa comunidade”, relembrou. O embaixador afirmou ainda que a sensação é de que a capital se transformou numa “segunda casa” para os europeus. “Aqui no Recife, os portugueses se sentem bem. Foi a primeira vez que encontrei o governador, e nós tivemos uma ótima conversa”, disse.

Mas, o encontro também foi voltado para o detalhamento de um evento internacional que Recife marcará presença. Trata-se da expedição Lusitana, onde a rota de navegação do descobrimento do Brasil será refeita. A expectativa do embaixador é de que ao fim do mês de maio, a expedição chegue até o Recife.

“No dia três de abril, vai sair de Lisboa a expedição Lusitana, que vem de Portugal e vai recriar a navegação. Vão passar em Cabo Verde, passar no Recife e entrar em Fernando de Noronha. Vão também para Salvador e Rio de Janeiro, e depois voltam para cima. Eu informei isso ao governador e agradeci a ele, porque as autoridades estão sendo impecáveis”, garantiu Luís.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com Bruno Rodrigues e Débora Almeida
Manhã na Clube: entrevista com a dra. Tamara Cristina, endocrinologista
Refugiados ucranianos no Brasil: mais de 10 mil quilômetros longe de casa
Grupo Diario de Pernambuco