Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

BARREIROS

Comunidade rural onde garoto de 9 anos foi assassinado vive rotina de medo

Publicado em: 15/02/2022 19:06 | Atualizado em: 15/02/2022 23:01

 (Foto: Divulgação. )
Foto: Divulgação.
Moradores do Engenho Roncadorzinho, na zona rural de Barreiros, onde o menino Jonatas Oliveira foi morto a tiros, vivem uma rotina de medo após o assassinato brutal da criança de nove anos, ocorrido na quinta-feira. Jonatas era filho de Geovane da Silva Santos, presidente da Associação dos Agricultores Familiares do local. O líder rural também foi baleado, mas sobreviveu ao atentado. O crime, que pode estar relacionado a conflitos agrários na região, situada a 110km do Recife, na Zona da Mata, é investigado pela Polícia Civil.

De acordo com o vice-presidente da Associação dos agricultores familiares de Roncadorzinho, Cícero Fabrício, a comunidade se encontra muito abalada. “A população está arrasada, as crianças estão com medo de se deslocarem para estudar no Engenho Cachoeira Linda. Todos nós só conseguimos dormir à noite porque a polícia está fazendo a ronda. Pedimos que a Justiça tome as providências necessárias para descobrir quem fez isso”, afirma.

Os moradores do engenho contam que Jonatas era um menino querido por todos e gostava muito de jogar futebol. O sentimento de saudade de cada amiguinho dele irá se transformar em homenagem no próximo sábado (19). Pensando em como lembrar sempre do amigo, eles decidiram que irão se reunir no campinho que eles costumavam jogar, que receberá o nome de Jonatas.

Segundo a professora de Jonatas, ele era um menino esperto e muito querido por todos da escola.  “As aulas voltaram ontem, mas eu não tive condições de voltar. Hoje consegui voltar, meus alunos ficaram cheios de saudade de Jonatas também e me ajudaram a ficar bem, para ajudar eles também. Todos da comunidades estão muito tristes”, conta ela.

De acordo com a Comissão Pastoral da Terra (CPT), organização social que realizou denúncias sobre o caso, o crime aconteceu na última quinta-feira (10) por volta das 21h, quando sete homens encapuzados e armados invadiram a casa da família e atiraram no pai de Jonatas. Em seguida, os homens balearam o filho do agricultor, que se escondia debaixo da cama junto com a mãe. 
 
Investigação 
O secretário de Defesa Social, Humberto Freire, acompanhado do chefe da Polícia Civil de Pernambuco, delegado Nehemias Falcão, recebeu, na tarde desta terça-feira, na sede da SDS, uma comissão formada por deputados estaduais e representantes de entidades ligadas à reforma agrária e direitos humanos, além da Arquidiocese de Olinda e Recife. Na ocasião, o secretário reforçou que as forças de segurança estão trabalhando de forma integrada e com empenho máximo para elucidar o assassinato. 

 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Última Volta: GP da Grã Bretanha de F1 2022
Toalhas de Lula e Bolsonaro movimentam o comércio e dão o tom das eleições
Desemprego cai a 9,8% entre março e maio no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado federal Daniel Coelho e com a Dra. Magda Maruza
Grupo Diario de Pernambuco