Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

CULTURA POPULAR

Pastoril das Meninas Encantadas realiza a Queima da Lapinha na Várzea

Publicado em: 05/01/2022 15:41

 (Fotos: Sori Galtama.)
Fotos: Sori Galtama.
Guiados pelo encarnado e azul, cores representativas dos pastoris, moradores do bairro da Várzea, Zona Oeste do Recife, remontam uma das mais tradicionais cerimônias de encerramento do ciclo natalino. Na noite desta quinta-feira (dia 6), em que se comemora o Dia de Reis, realizam a jornada final do pastoril com a Queima da Lapinha, em frente à Igreja Matriz do bairro. O ritual terá início com um cortejo do Pastoril das Meninas Encantadas que sairá às 19h30, do Peixe Beta Espaço Cultural (rua Francisco Lacerda), com destino ao local da queima.

Guardando a tradição e a crença, a população deixa seus pedidos para que sejam queimados no fogo da lapinha e, dessa forma, consiga a realização dos desejos. Durante o cortejo, serão entoadas cantigas que formam a história dos pastoris, reforçando os laços com a cultura regional. Logo após, o cortejo retorna ao ponto de partida onde acontece uma feirinha, das 17h às 23h, promovida por vizinhos e pelo espaço cultural.
 
 (Fotos: Sori Galtama.)
Fotos: Sori Galtama.
 

As Véias

Em 2019, ocorreram as primeiras apresentações do grupo, criado num fluir conjunto de moradores, pais, incentivadores e organizadores. Beta Ferralc, uma das fundadoras, lembra que em 2020, por conta da pandemia, não houve apresentações, mas foi produzido um documentário atualmente disponível no canal do YouTube da Fundação Joaquim Nabuco. Já em 2021, lançaram um livro sobre os pastoris e a história das Meninas Encantadas, além de realizar cortejo no período natalino. "Agora, com todos os cuidados devidos, vamos novamente encher de cores e alegria as ruas da Várzea", diz Ferralc.

No ano de 2021 um diferencial dos festejos do ciclo natalino no bairro da Várzea foi a revelação das Véias do Pastoril, personagem que surge na cultura popular em oposição ao Véio do Pastoril profano. Segundo a Véia Taioba, interpretada pela atriz Beta Ferralc, as Véias do Pastoril levantam a bandeira do empoderamento feminino dizendo o que é que a Véia tem. O Pastoril das Meninas Encantadas é uma homenagem a Dona Maria de Badeco, antiga moradora e organizadora de pastoril na rua Francisco Lacerda, falecida em 2009. Figurinos e adereços, desde a concepção até a produção, são feitos por moradores do bairro, pais e mães de integrantes, vizinhos e amigos da comunidade.

A Feira

Antes e após a queima, moradores e visitantes poderão visitar a feirinha. A rua estará interditada para que todos circulem livres e com segurança. No local haverá exibição de vídeos sobre os grupos culturais do bairro, a presença de Véias do Pastoril e de artistas que fazem a cultura local, além barracas com peças artísticas, artesanato, comedorias e sebo de livros da Feira de Leitura Territórios Interculturais da Leitura CEEL/UFPE.

A Queima da Lapinha da Várzea tem a produção do Peixe Beta Espaço Cultural, Casa do Lanche, artistas, artesãos e vizinhos do bairro. O evento conta com o apoio da Guará Vídeos, Sori Galtama, Associação dos Moradores da Várzea, Escola Municipal de Artes João Pernambuco e Arruado dos Olhos de Lula.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Segundo a ONU, 2021 foi um dos sete anos mais quentes da História
Manhã na Clube: entrevistas com Leonardo Péricles e Dr. Heitor Albanez
Fortuna dos 10 mais ricos dobrou com a Covid
Supervacinada: Rafaela inaugura a fase da imunização de crianças contra a Covid no Recife
Grupo Diario de Pernambuco