Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

MEIO AMBIENTE

Estação móvel mede qualidade do ar no Complexo de Suape

Publicado em: 14/01/2022 14:54

 (Monitoramento será realizado, diariamente, e percorrerá toda a zona industrial portuária. Os dados são avaliados em tempo real. Foto: Divulgação.)
Monitoramento será realizado, diariamente, e percorrerá toda a zona industrial portuária. Os dados são avaliados em tempo real. Foto: Divulgação.

O Complexo Industrial Portuário de Suape começa, ainda este mês, a monitorar a qualidade do ar com a instalação de uma moderna estação móvel no território da estatal, que ocupa área de 13,5 hectares entre os municípios do Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca, no Grande Recife. O maquinário analisará a qualidade do ar da zona industrial portuária com a finalidade de fiscalizar e gerenciar a emissão de substâncias presentes na atmosfera e potencialmente nocivas ao sistema respiratório das pessoas.

 

A qualidade do ar é um importante indicador do Índice de Desempenho Ambiental (IDA) da Agência Nacional de Transporte Aquaviário (Antaq), que serve como instrumento de acompanhamento e controle de gestão ambiental em instalações portuárias. A estação móvel consolida os resultados de forma online e em tempo real e encaminha os dados à central de supervisão, para acompanhamento da variação dos níveis de leitura realizados durante a checagem diária.

 

“O objetivo do monitoramento é avaliar as concentrações de materiais particulados inaláveis e gases (óxido de nitrogênio, monóxido de carbono e dióxido de enxofre) oriundos da bacia aérea do porto e comparar as concentrações médias diárias em relação aos limites estabelecidos por resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). A gestão ambiental é muito importante para assegurar que, durante as operações, sejam evitados possíveis impactos ambientas, incluindo os que estão associados às características do ar”, explica o diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Suape, Carlos Cavalcanti.

 

De acordo com Paulo Teixeira, coordenador de Gestão Ambiental da empresa, a estação de monitoramento do ar dispõe de vários sensores de parâmetros meteorológicos, como temperatura e umidade do ar; irradiância global; velocidade e direção do vento; e pressão atmosférica. “Todos esses indicadores são empregados na interpretação dos resultados. Com o início deste estudo, esperamos ter avanço considerável na qualidade do gerenciamento das emissões atmosféricas na região portuária”, pontua. A empresa Aires Serviços Ambientais foi a vencedora da licitação para a realização da ação ambiental.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Supervacinada: Rafaela inaugura a fase da imunização de crianças contra a Covid no Recife
ONG acusa Bolsonaro de ameaçar a democracia no Brasil
Primeiro lote de vacinas pediátricas chega ao Brasil
Manhã na Clube: entrevista com a psicóloga Renata Sales
Grupo Diario de Pernambuco