Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

FIM DE ANO

Ipojuca terá queima de fogos silenciosos e proibição de mesas e barracas na orla

Publicado em: 28/12/2021 19:08

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação
Considerando as recomendações do Comitê Estadual de Prevenção à Covid-19 e visando evitar aglomerações nos festejos de Réveillon, a Prefeitura do Ipojuca, através do Comitê Contra o Coronavírus municipal, definiu que será proibida a instalação e funcionamento de barracas, mesas, cadeiras, toldos, caixas de som e recipientes térmicos (coolers), na faixa de areia das praias do município na noite da virada. A determinação vale das 17h do dia 31 de dezembro às 06h do dia 1º de janeiro de 2022.

Para dar cumprimento à determinação, equipes das secretarias municipais estarão de plantão fiscalizando a orla. Além da Defesa Social, Controle Urbano e Saúde, o trabalho terá o apoio da AMTTRANS e órgãos com atuação territorial em Ipojuca (Delegacias de Polícia Civil, 18º BPM e BPRv). 

Queima de fogos 
E para a virada de ano não passar em branco, a Prefeitura do Ipojuca, por meio da Secretaria Municipal de Turismo, irá realizar a tradicional queima de fogos de artifício em diversos pontos da cidade. A iniciativa visa valorizar a tradição do final de ano do município, bem como, incentivar o turismo e o comércio local. No total serão cinco locais onde as pessoas, de suas casas ou hotéis, poderão assistir o espetáculo de cores do tipo glamour, sem estampidos. Haverá queima de fogos em Porto de Galinhas (balsa no mar a 400 metros da praia); Ipojuca Centro; Serrambi; Camela; e em Nossa Senhora do Ó.   

Em Porto de Galinhas o espetáculo pirotécnico terá 12 minutos de duração, já nos demais distritos, onde a queima será em terra, o tempo será de 8 minutos. Além disso, em Porto de Galinhas, dentro das exigências do edital de licitação, está a limpeza da praia logo após o espetáculo até o amanhecer, evitando que resíduos possam ficar na região dos corais das piscinas naturais do cartão postal ipojucano.

TAGS: covid-19 | proibição | ipojuca | fogos | de | queima | ano | de | fim |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Supervacinada: Rafaela inaugura a fase da imunização de crianças contra a Covid no Recife
ONG acusa Bolsonaro de ameaçar a democracia no Brasil
Primeiro lote de vacinas pediátricas chega ao Brasil
Manhã na Clube: entrevista com a psicóloga Renata Sales
Grupo Diario de Pernambuco