Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

SAÚDE

Entidades Médicas e Secretaria de Saúde discutem situação do Hospital da Restauração e das UPAs

Publicado em: 27/12/2021 08:10

 (Divulgação)
Divulgação
A superlotação, falta de equipamentos e insumos no Hospital da Restauração (HR), no Derby, Área Central do Recife, foi tema de uma reunião do Conselho Regional de Medicina (Cremepe) e do Sindicato dos Médicos (Simepe) de Pernambuco, com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE). Durante o encontro, que ocorreu na última quinta-feira (23), representantes das entidades médicas, da Central de Leitos e do corpo clínico do Hospital da Restauração (HR), discutiram também a situação de insegurança vivida por profissionais de saúde nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do Estado.

“Os médicos da clínica médica e da neurologia do Hospital da Restauração expuseram os diversos problemas advindos da superlotação, especialmente da emergência clínica. Foi definido que, na tentativa de resolução desses problemas, será criado um grupo de trabalho com representantes dos médicos, do Hospital, do Cremepe e do Simepe, que também estarão presentes para apontar possíveis soluções para melhoria da situação e minimização dos problemas pontuados. Este grupo já se encontra com reunião agendada”, explicou o presidente do Cremepe, Maurício Matos.

Durante a reunião foi abordada a questão dos recursos humanos médicos que atendem nas unidades. Segundo André Longo, “o dimensionamento das equipes médicas será mantido inalterado com relação ao quantitativo estabelecido durante o auge da pandemia”.

Na ocasião, os representantes apresentarem questões referentes às dificuldades relatadas pelos médicos que atendem na maior unidade da rede de saúde pública de Pernambuco. A situação de insegurança vivida por profissionais de saúde nas UPAs do Estado também foi um ponto na reunião, que ocorreu na sede da SES-PE, no Bongi.

“O Secretário informou que já foi feito o contato com a Secretaria de Defesa Social (SDS) e foi definido que será disponibilizada uma linha prioritária do 190 para atender às solicitações das UPAs e foi, ainda, autorizada a contratação de mais seguranças para as Unidades”, informou Maurício Matos.

Na pauta da reunião estiveram o dimensionamento de recursos humanos, a superlotação da emergência clínica, falta de equipamentos e insumos. No encontro, foi também debatida a situação de insegurança nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do Estado.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Augusto Coutinho (Solidariedade) e o psicólogo Carol Costa Júnior
Morre Olavo de Carvalho, considerado guru do bolsonarismo
Manhã na Clube: entrevistas com André de Paula (PSD), Eduardo Cavalcanti e Epitacio Rolim
OMS: é possível encerrar fase aguda da pandemia este ano
Grupo Diario de Pernambuco