Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

EDUCAÇÃO

Prefeita do Ipojuca, Célia Sales, implanta as primeiras escolas de tempo integral do campo

Publicado em: 22/11/2021 18:06

 (Foto: Divulgação.)
Foto: Divulgação.

Respeitando o compromisso com a valorização da Educação em todos os territórios da cidade, nesta segunda-feira (22), a prefeita do Ipojuca, Célia Sales, ao lado da vice-prefeita Patrícia Alves, realizou a entrega das primeiras escolas de tempo integral do campo. As unidades de São Jorge, no Engenho Macaco, e São Paulo, no mesmo engenho, que antes funcionavam no regime de classes multisseriadas, agora passam a atender os estudantes em turmas regulares.

 

Com a mudança, além das disciplinas tradicionais, como matemática e português, os alunos também terão aulas de inglês, educação física, laboratório de informática, robótica, entre outras atividades pedagógicas. Essas primeiras unidades terão turmas das modalidades de Educação Infantil, para crianças de quatro e cinco anos, e ensino fundamental para os anos iniciais do 1° ao 5°.

 

No Engenho Macaco, haverá também uma turma de Educação de Jovens e Adultos (EJA) à noite. Segundo a prefeita Célia Sales, “A reestruturação das escolas, passando para o tempo integral, é um passo muito importante para a qualidade de ensino das nossas crianças, pois, quanto mais contato o estudante tiver com as disciplinas, mais chances de se desenvolver e se destacar profissionalmente”, disse a gestora.

 

Ainda na sua fala, Célia Sales reforçou a necessidade do empenho de todos. “Pais, alunos e professores, que todos estejam focados. Por conta da COVID-19, esses alunos já perderam muito nesses quase dois anos. Por isso, nós temos a obrigação de avançar em qualidade, educação, aprendizado para que eles recuperem esse tempo”, frisou.   

 

"Os dois equipamentos representam um piloto de Educação para a área do campo, garantindo que possamos reduzir o déficit educacional provocado pela pandemia. O ganho em horas/aula na grade curricular será imenso, passando de algo de 300 horas para mais de 1.400 horas ao ano", disse o secretário de de Educação do Ipojuca, Francisco Amorim.

 

Elisabete Araújo, mãe do pequeno Iury Luiz, de cinco anos, um dos estudantes da Escola São Jorge, celebrou a novidade. “Muito feliz por essa volta dele à escola, num espaço todo novo onde ele será bem cuidado”, disse a moradora do Engenho Dourado, que também será atendido pela nova Escola de tempo integral São Jorge.

 

 

Além dos professores da unidades, gestores da Educação, alunos e pais, também participaram do evento, os secretários Cicero Morais (Governo); Anne Banja (Assistência Social); Danilo Lins (Esportes); e Ana Paula Guimarães (Chefe de Gabinete). 

TAGS: integral | tempo | escolas | ipojuca |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevista com o deputado estadual Eriberto Medeiros (PP), presidente da Alepe
Unicap continua com as inscrições abertas para Vestibular 2022
Bruno Becker, da chapa Náutico Sustentável, divulga projetos para o Timbu
Manhã na Clube: entrevista com o deputado estadual Romero Sales Filho (PTB)
Grupo Diario de Pernambuco