Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

SAÚDE

Fundação Altino Ventura inaugura complexo hospitalar no bairro da Iputinga, Zona Oeste do Recife

Publicado em: 09/11/2021 17:15

 (Foto: Rafael Vieira/Esp.DP)
Foto: Rafael Vieira/Esp.DP

A Fundação Altino Ventura (FAV) inaugurou, na manhã desta terça-feira (9), um novo complexo hospitalar no bairro da Iputinga, na Zona Oeste do Recife. Com a edificação, a FAV pretende ampliar a capacidade de atendimento mensal ao público para 70 mil pacientes, além de realizar quatro mil cirurgias oftalmológicas no mesmo período. 

"É uma conquista importante do Sistema Único de Saúde, da população que mais precisa de acolhimento com as condições necessárias. O que precisamos é multiplicar esse exemplo ao longo do país todo. Se foi possível fazer em Pernambuco, é possível fazer em todo o Brasil", afirmou o presidente da FAV, Marcelo Ventura.

Dividida em sete pavimentos, a unidade conta com 33 salas de exames complementares, 35 consultórios, bloco cirúrgico com 16 salas, centro de estudos e pesquisas científicas, biblioteca e o Memorial Histórico Altino Ventura. O prédio já está funcionando, apesar de não ter sido concluído completamente.

"O primeiro projeto de testagem dos equipamentos e das instalações foi feito no sábado (6), mas nós vamos precisar do apoio da sociedade para mobiliar o espaço. O prédio já está funcionando. Esse polo é, sem dúvidas, o maior da América Latina", explica Liana Ventura.
 
A cerimônia contou com a presença de políticos, entre eles a vice-governadora Luciana Santos, além da comunidade médica. O evento homenageou órgãos públicos e personalidades. O Diario de Pernambuco, o blog de João Alberto a Rádio Clube receberam o prêmio Visão Social 2021 nas categorias imprensa/jornal impresso, Coluna Social e Rádio.   
 (Foto: Rafael Vieira/Esp.DP)
Foto: Rafael Vieira/Esp.DP
A estrutura também inaugura o Centro Especializado em Reabilitação Menina doas Olhos, voltado para pacientes com deficiência visual, auditiva, física e intelectual, que recebem tratamento médico e terapêutico. 

Em agosto de 2021, a Fundação passou a oferecer, através do Centro de Fisioterapia Aquática e Multissensorial, atendimentos em consultórios terapêuticos de avaliação global do paciente, método TheraSuit (programa de fisioterapia intensiva voltada a desordens neuromusculares) e terapias multissensoriais integradas. A estrutura dispõe de piscina coberta e aquecida para a realzação do tramento. O equipamento atende cerca de 450 pacientes.

A construção da sede da Fundação, onde o complexo hospitalar foi instalado, teve um custo de R$ 30 milhões.

"A Fundação Altino Ventura é uma grande parceira do Sistema Único de Saúde (SUS) na assistência oftalmológica. Todo esse investimento para que funcione tem custo. Para se ter uma ideia, o SUS com recursos federais e estaduais gasta mais de R$ 30 milhões. Sem dúvidas, o desafio é ampliar ainda mais a nossa capacidade de conseguir trazer os recursos necessários para custear essa expansão de serviços", concluiu André Longo.        
      
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Erupção de vulcão na ilha de Java deixou 34 mortos
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT/PE), Almir Mattias e Renata Berenguer
Laboratório anuncia teste para diferenciar o coronavírus da gripe A e B
Manhã na Clube: entrevistas com Alberto Feitosa (PSC), Márcia Horowitz e Andreia Rodrigues
Grupo Diario de Pernambuco