Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

EDUCAÇÃO

Escolas pernambucanas podem retomar aulas presenciais com capacidade total dos alunos

Publicado em: 16/11/2021 11:52

 (Foto: Rafael Vieira/Esp.DP)
Foto: Rafael Vieira/Esp.DP

A retomada das aulas nas escolas pernambucanas, a partir desta terça-feira (16), foi flexibilizada a partir de uma nova fase do plano de convivência, divulgado pelo governo do estado. Na nova etapa, as unidades de ensino podem funcionar com capacidade total dos alunos de forma presencial e sem a obrigatoriedade do distanciamento de um metro entre os estudantes. Outra mudança é a aferição da temperatura na entrada das escolas que também, a partir de hoje, deixou de ser exigida. O decreto foi publicado no Diário Oficial no sábado (13).

"Praticamente todos os estudantes já estavam no formato presencial. Alguns alunos permanecem de forma remota, por opção da família. Temos mais de 80% dos estudantes na escola e recebemos mais alunos hoje, depois do anúncio do secretário. O rodízio de estudantes, que era feito por causa do formato híbrido, não acontece mais", informou Oscar Neto, gestor da Escola de Referência Ginásio Pernambucano, localizada na Rua da Aurora. 

O retorno das aulas presenciais tranquilizou a aluna Maria Heloísa, de 17 anos. A estudante está no último ano escolar e se prepara para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

"As aulas presenciais são melhores do que as remotas porque eu tive dificuldade no formato online.Todo esse período foi bem complicado para mim e quando nós voltamos para o encontro presencial eu pude estar com os meus colegas. Foi bem melhor", conta a estudante que pretende ingressar no curso de psicologia.

Mesmo com a liberação de algumas medidas aplicadas no começo da pandemia da Covid-19, ainda é obrigatório o uso de máscara de proteção facial. Além disso, a vacinação também é a principal aliada no combate ao vírus.  
 (As estudantes Maria Heloísa, 17, Geovana Nascimento, 16 e Mirelly Baracho, 17, se preparam para o último ano letivo no Ginásio Pernambucano. Foto: Rafael Vieira/Esp.DP)
As estudantes Maria Heloísa, 17, Geovana Nascimento, 16 e Mirelly Baracho, 17, se preparam para o último ano letivo no Ginásio Pernambucano. Foto: Rafael Vieira/Esp.DP

"A volta às aulas ajuda bastante quem tem dificuldade de aprendizagem online, principalmente para os alunos que têm déficit de atenção. A escola abraçou muito a nossa causa porque foram anos muito difíceis e agora estamos nesse processo de recuperação do convívio escolar e essa etapa foi muito importante para nós. Eu já tomei as duas doses da vacina e sigo usando máscara e me cuidando", relata a aluna Geovana Nascimento, de 16 anos. 

Para os professores, o momento é de foco no encerramento do ano letivo sem deixar de lado a segurança. 

“A expectativa é a melhor possível desde que todos os professores e alunos tenham se vacinado e ainda sigam as normas de segurança necessárias para o convívio no ambiente escolar. Esperamos que seja eficiente porque nós, professores, nos adaptamos ao ambiente escolar, mas a retomada proporciona um acompanhamento melhor dos alunos em comparação ao ambiente virtual, onde muitas vezes nós estamos dando aula e o aluno está com a câmera fechada e a gente não sabe se o estudante está presente ou não. Há pouca participação. Então, para nós professores se torna muito mais fácil esse controle no ambiente presencial”, explica o professor Rafael Andrade.  
 (O professor Rafael Andrade fala sobre a retomada do ensino presencial aliada às medidas sanitárias de combate à pandemia da Covid-19. Foto: Rafael Vieira/Esp.DP)
O professor Rafael Andrade fala sobre a retomada do ensino presencial aliada às medidas sanitárias de combate à pandemia da Covid-19. Foto: Rafael Vieira/Esp.DP

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Laboratório anuncia teste para diferenciar o coronavírus da gripe A e B
Manhã na Clube: entrevistas com Alberto Feitosa (PSC), Márcia Horowitz e Andreia Rodrigues
Justiça por Beatriz: pais organizam peregrinação de 720 km para cobrar solução de assassinato
Pessoas que já tiveram covid podem adoecer novamente devido à ômicron
Grupo Diario de Pernambuco