Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

DECRETO

Trecho da praia de Piedade é interditado após ataques de tubarão

Publicado em: 27/07/2021 12:19 | Atualizado em: 27/07/2021 17:54

 (Foto: Arquivo DP)
Foto: Arquivo DP

Com o registro de dois ataques de tubarão nos últimos 15 dias, fica proibido, a partir desta terça-feira (27), o banho de mar em trecho próximo à Igrejinha de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes. A determinação foi feita após a morte de um homem ser confirmada no dia 10 de julho e outra vítima sair ferida, no último domingo (25), de uma área de perigo para banhistas. 

A interdição será realizada em uma área de 2,2 quilômetros, que segue desde a Igrejinha de Piedade até o Hotel Barramares, no limite entre o Jaboatão e Recife.
 (Foto: Arnaldo Sete/DP)
Foto: Arnaldo Sete/DP

"Infelizmente chegamos a uma medida dura que precisamos fazer em relação aos últimos acontecimentos com os ataques de tubarão no trecho da Igrejinha. Decidimos que o local será interditado por um prazo indeterminado até avançarmos nos estudos. Na medida que formos avançando, avaliaremos a liberação ou não da praia", afirmou o vice-prefeito Luiz Medeiros (PSC).

Ainda segundo o gestor, caso algum banhista tente entrar no mar, ele será removido pelo Corpo de Bombeiros e autuado pela Polícia Militar.

"Uma das justificativas das últimas ocorrências foi que as pessoas entravam no mar para fazer suas necessidades. Nós instalamos chuveiros e banheiros químicos e, a partir de hoje, os bombeiros serão acionados e juntamente com a Polícia Militar tomarão as medidas cabíveis", concluiu.
 (Foto: Arnaldo Sete/DP)
Foto: Arnaldo Sete/DP

Desde 1992, quando os incidentes com tubarões passaram a ser monitorados pelo Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit). Ao todo 64 casos foram notificados, sendo 14 na região da Igrejinha, vitimando 7 pessoas na área.

"As medidas de segurança que serão adotadas servem para evitar os ataques. A nossa intenção é conscientizar a população de que o risco existe, mas que podemos conviver com ele desde que sejam respeitadas as medidas de segurança. Os banhistas serão orientados a sair da água e se permanecerem serão detidas e encaminhadas para a delegacia pelo crime de desacato", alertou o coronel Valdyr Oliveira, presidente do Cemit.
  
De acordo com Valdyr, no último final de semana -quando um homem foi mordido por um tubarão-, 200 interveções foram feitas pelo Corpo de Bombeiros na tentativa de retirar banhistas que estavam na zona de perigo. 
 (Foto: Arnaldo Sete/DP)
Foto: Arnaldo Sete/DP

A determinação gerou angústia por parte dos comerciantes que trabalham na região. Segundo a barraqueira Rosa Maria da Silva, de 57 anos, o movimento teve queda após os acidentes com os animais.
 (Foto: Arnaldo Sete/DP)
Foto: Arnaldo Sete/DP

"Desde o último ataque o movimento caiu muito aqui. Essa situação sempre prejudicou a gente porque além dos ataques, a orla não tem estrutura para atender os banhistas. Não tem banheiro e nem chuveiro fixo, então as pessoas vão para a água e é quando elas são atacadas", relatou. 
 
O estudante Matheus Diniz, 19, informou que costuma ir à praia de Piedade e ficar no trecho da Igrejinha, mas que não tem coragem de entrar no mar. 

"Eu costumo vir aqui, mas não entro no mar, não tenho coragem. Aqui nunca foi seguro para tomar banho e as pessoas alertam", afirmou o jovem.  
    
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
As mães em plena pandemia: casal paulista adota cinco irmãos de Serra Talhada
Bolsonaro aumenta IOF para custear novo Bolsa Família
Surto de Covid-19 obriga Presidente da Rússia a ficar em isolamento
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado Eduardo da Fonte (PP), Elias Paim e Diego Martins
Grupo Diario de Pernambuco