Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

PROJETO

'Saio muito satisfeito com o que vi', afirma comandante do Exército sobre instalação de Escola de Sargentos em PE

Publicado em: 20/07/2021 14:29 | Atualizado em: 20/07/2021 19:33

 (Foto: Aluísio Moreira/SEI)
Foto: Aluísio Moreira/SEI
Com objetivo de fechar uma parceria com o Exército e instalar a nova Escola de Sargentos em Pernambuco, o governador Paulo Câmara se reuniu, na manhã desta terça-feira (20), com o comandante do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira, o comandante militar do Nordeste, general Marco Antônio Freire Gomes e mais três generais do alto comando, para discutir os próximos passos do projeto. Em abril deste ano, o estado se colocou à disposição para receber o estabelecimento de ensino militar, que prevê investimentos do estado na ordem de R$ 323 milhões em estradas, saneamento e outros itens, e de R$ 1 bilhão do governo federal, na implantação da escola.

Caso seja escolhido, Pernambuco também receberá R$ 1 bilhão e investimento para a construção da escola. Dos 16 municípios do País que se dispuseram a sediar a unidade de ensino, apenas três ainda estão na disputa: Ponta Grossa (Paraná), Santa Maria (Rio Grande do Sul) e Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife. A definição do local será anunciada entre os meses de  setembro e outubro.

De acordo com o governo do estado, entre os compromissos assumidos para garantir a implantação do empreendimento estão mobilidade, transporte público, infraestrutura hídrica e viária, além de investimentos em outras áreas. Se instalada em Pernambuco, a nova Escola de Sargentos será construída dentro do Campo de Instrução Marechal Newton Cavalcanti. O novo projeto ocupará 75 km², situados entre os municípios de Abreu e Lima, Paudalho, Tracunhaém, Araçoiaba, Camaragibe, São Lourenço da Mata e Igarassu.

Pernambuco também vai doar um terreno de mais de 150 hectares, com valor estimado em R$ 79 milhões, na área da Cidade da Copa, em São Lourenço da Mata, para a construção de um complexo logístico pelo Exército Brasileiro. De acordo com o governo, será investido ainda R$ 3,2 milhões para aquisição e disponibilização de uma área de cinco hectares, destinada à construção do Centro de Convivência e Bem-Estar, que servirá à nova Escola de Sargentos. A previsão é que a escola atraia cerca de 10 mil pessoas entre alunos, corpo docente e familiares dos estudantes.

“Apresentamos todo o projeto que foi pensado para Pernambuco receber a Escola de Sargentos do Exército. Estamos com uma expectativa positiva diante de tudo que foi apresentado. Serão 2.400 alunos sendo formados por ano, mais de 1.800 militares trabalhando na formação desses estudantes. Vai ser uma referência essa escola aqui em Pernambuco para todo o Brasil. Teremos o impacto do desenvolvimento educacional e das cidades que serão contempladas, caso o projeto seja instalado em Pernambuco”, afirmou Paulo Câmara. 

Após a reunião, o comandante do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira, afirmou estar satisfeito com o projeto apresentado pelo governo de Pernambuco.

“Esse é um projeto que já tem um ano de duração. A ideia é juntar, em um único centro, a escola de Sargentos das Armas, que atualmente fica em Três Corações, Minas Gerais, e a Escola de Logística, sediada no Rio de Janeiro. Pesa muito [na decisão] o campo de instrução, e Recife tem o Campo Marechal Newton Cavalcanti, que foi até o campo de preparação para as nossas tropas na Segunda Guerra Mundial. Isso pesa bastante. Saio muito satisfeito com o que vi, com a segurança e o engajamento do poder público e do empresariado.É um projeto que terá duração de oito a dez anos, gerando empregos diretos e indiretos”, explicou o general.   

Também participaram do encontro os secretários estaduais Humberto Freire (Defesa Social), Fernandha Batista (Infraestrutura e Recursos Hídricos), Alexandre Rebelo (Planejamento e Gestão), Gilberto Freyre Neto (Cultura) e Coronel Carlos José Viana (Casa Militar); Também estiveram presentes o comandante militar do Nordeste, general Marco Antônio Freire Gomes; o chefe do Estado-Maior do Exército, general Marcos Antônio Amaro; o chefe do departamento de Engenharia e Construção do Exército, general Júlio Cesar de Arruda; e o chefe do departamento de Educação e Cultura do Exército, general André Luís Novaes.

A nova escola
A Escola de Sargentos de Carreira possui dois campos de instrução em Minas Gerais. É uma instituição de ensino de nível superior, responsável pela formação e graduação de sargentos combatentes de carreira das armas de Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia e Comunicações. A nova Escola também formará militares do quadro de Material Bélico, Serviço de Saúde, Música, Topografia e Aviação do Exército.

O curso de formação conta com cerca de 1.200 alunos/ano, além do corpo docente e o apoio de mais cerca de 5.800 militares. O efetivo total, mais as suas famílias, pode representar uma soma de aproximadamente 10 mil pessoas vivendo em torno da escola. Cerca de 140 mil candidatos se inscrevem para a seleção do curso todos os anos. O projeto conta ainda com uma folha de pagamento estimada em R$ 100 milhões por ano.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Chico Kiko, Diego Pascaretta e Rômulo Saraiva
Domitila, artivista e recifense que está entre as selecionadas do Miss Alemanha 2021
Terceira dose de vacina anticovid começa a ser aplicada em Israel para aumentar imunidade
Manhã na Clube: entrevistas com coronel Luiz Meira (PTB), Regina Sales e Maria Dulce
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco