Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

VACINAS VENCIDAS

Municípios negam aplicação de doses de vacinas vencidas

Publicado em: 02/07/2021 17:45 | Atualizado em: 02/07/2021 20:34

 (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Após o jornal Folha de São Paulo revelar que no sistema do Ministério da Saúde consta que diversas cidades teriam aplicado doses vencidas de vacinas da Astrazeneca, os gestores de saúde de vários municípios pernambucanos vêm a público comunicar que os imunizantes ofertados à população foram aplicados dentro do prazo estabelecido. 

A Prefeitura de Caruaru declarou ao Diario de Pernambuco que houve um erro de digitação por parte do Ministério da Saúde e, na verdade, as 36 doses de vacinas da Astrazeneca que constam como vencidas foram aplicadas no prazo de validade. 

“A Secretaria de Saúde de Caruaru esclarece que o lote 4120z005 foi o primeiro lote de AstraZeneca  a chegar no município. O recebimento aconteceu no dia 26 de janeiro de 2021. No dia 14 de abril de 2021, data de vencimento do lote, todas as doses já tinham sido aplicadas entre os dias 26/01 e 03/04. As 36 doses que contam no sistema como aplicadas fora do prazo de validade, na verdade, trata-se de um erro no sistema de informação do Ministério da Saúde, que já está sendo corrigido”, diz a nota divulgada.

A Secretaria Municipal de Garanhuns, município do Agreste que aparece como o segundo colocado no quantitativo de doses supostamente vencidas, afirma que “o lote 4120Z005 foi recebido em 27 de janeiro, com 1130 vacinas válidas até o dia 14 de abril de 2021, que foram aplicadas até o dia 05 de fevereiro. Já o lote 4120Z025 foi recebido em 04 de março de 2021, com 110 vacinas válidas até 04 de junho de 2021, que foram aplicadas até o dia 10 de março. Os dois lotes foram  destinados para as primeiras doses de idosos com 85 anos ou mais”. 

Para corrigir o problema, “a equipe da Secretaria está trabalhando para corrigir os dados no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações. A pasta ressalta ainda o seu compromisso em garantir a vacinação dos garanhuenses de forma ágil e segura, seguindo todos os protocolos para administração das doses repassadas pelo Ministério da Saúde e Secretaria Estadual de Saúde (SES)”. 

Por sua vez, a Prefeitura de Ipojuca, município com o maior quantitativo de doses supostamente vencidas, também negou a informação por meio de nota oficial alegando que os imunizantes do lote 4120Z005, recebido em 26/01/2021, foram aplicados antes do prazo de validade, em 14 de abril. Já o lote 4120Z025, recebido em 26 de fevereiro, teve a aplicação concluída antes de 4 de junho, quando a validade se encerraria. 

“O que identificamos foi um atraso na digitação das informações no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunização (SIPNI). Ipojuca tem se destacado no estado pela eficiência da aplicação das doses, sendo no último dia 21/06 considerado o município da Região Metropolitana do Recife (RMR) que aplicou de forma mais imediata as vacinas recebidas”, informou o município. 

A Secretaria Municipal de Jaboatão dos Guararapes alega que “todas as 13 doses referentes ao lote 4120Z005, da Astrazeneca, foram aplicadas no período entre 26 de janeiro de 8 de fevereiro de 2021”, cujo vencimento ocorreria no mês de março.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com prefeito João Neto (PL), dra Tamires Sales e advogado Rômulo Saraiva
Manhã na Clube: entrevistas com Chico Kiko, Diego Pascaretta e Rômulo Saraiva
Domitila, artivista e recifense que está entre as selecionadas do Miss Alemanha 2021
Terceira dose de vacina anticovid começa a ser aplicada em Israel para aumentar imunidade
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco