Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

CULTURA

Museu do Turismo desembarca no Gabinete Português de Leitura de Pernambuco

Publicado em: 09/06/2021 16:55 | Atualizado em: 09/06/2021 19:13

 (Foto: Peu Ricardo/ DP)
Foto: Peu Ricardo/ DP
O Museu do Turismo no Brasil foi inaugurado, nesta quarta-feira (9), no Gabinete Português de Leitura de Pernambuco (GPL-PE), localizado no Centro do Recife, para ofertar ao público, de maneira gratuita, espaços expositivos em formatos de vitrines, que contam histórias ligadas ao setor do turismo. O nome escolhido para a sala de exposição é em homenagem aos oficiais da Marinha Portuguesa Gago Coutinho e Sacadura Cabral, que fizeram a primeira travessia aérea do Atlântico Sul, em 1922.

“Gago Coutinho e Sacadura Cabral foram dois portugueses importantes para a comunidade portuguesa e para a aviação no mundo", afirmou o presidente do GPL-PE, Celso Stamford Gaspar, que participou da cerimônia de inauguração na quarta-feira, juntamente com secretário estadual de Turismo, Rodrigo Novaes, e Cacau de Paula, Secretária de Lazer e Turismo do Recife. O GPL-PE é a segunda vitrine em Pernambuco, juntando-se a mais de 60 espaços e 200 voluntários, distribuídos em  nove países. O espaço pode ser conhecido com visitação  virtual através do site www.themuseumofturism.org, mas também pode ser visitado presencialmente, respeitando as normas de segurança estabelecidas pelas autoridades para controlar a contaminação da Covid-19.

A jornalista pernambucana Naide Nóbrega, gestora para o desenvolvimento do Museu em países de língua portuguesa, foi a responsável por escolher dois pontos em Pernambuco como porta de entrada Museu do Turismo no Brasil. “Hoje é um dia de festa porque inauguramos a segunda sala em Pernambuco. Agradeço ao Gabinete Português de Leitura por receber o nosso sonho de braços abertos. É um museu nascido pela paixão”, celebrou em vídeo passado na inauguração.

Maria Lencastre, Vice-diretora Cultural do GPL-PE, explicou que o gabinete seguirá as indicações do governo para controlar o número de visitantes no museu para que possam conhecer a exposição em segurança. “A pandemia é extremamente complexa e muito contagiosa. Então, vamos manter sempre todos os cuidados necessários, sempre seguindo as regras.”

O Museu do Turismo está presente na Itália, Portugal, Alemanha, Rússia, Índia, Japão, Argentina, além da Espanha e no Brasil. As salas expositivas são em formato de vitrines onde contam histórias diferentes e estão instaladas em locais relacionados ao setor do turismo, como centros de informação, hotéis, agências de viagens, operadoras, cafeterias históricas, prédios históricos e outros museus. 

Dia de Portugal, Camões e das Comunidades Portuguesas

No dia 10 de junho a comunidade portuguesa celebra, mesmo que a distância, o Dia de Portugal, Camões e das Comunidades Portuguesas. Festivos, os portugueses comemoram a data revivendo grandes obras dos conterrâneos, música e comidas tipicamente portuguesas. O Gabinete Português de Leitura de Pernambuco (GPL-PE) realizará, pelo segundo ano consecutivo, uma live na quinta-feira, às 19h30,  para marcar o sentimento de pertencimento que os portugueses celebram com suas tradições. Os interessados em assistir a live poderão acessá-la através do canal do YouTube Gabinete Português de Leitura PE.

Celso Stamford Gaspar, presidente do GPL-PE, destacou que antes da pandemia, a data era celebrada em comunhão com toda a comunidade portuguesa que é marcada pela alegria e tradição, exaltando a culinária e musicalidade . “Para nós é uma data muito importante porque não é só comemorado o Dia de Portugal, mas comemoramos também o Dia de Camões e o Dia das Comunidades Portuguesas no mundo todo.”
 
O Dia de Portugal assinala como evento histórico a morte de Luís Vaz de Camões, um dos maiores poetas da língua portuguesa. A referência mais antiga o 10 de junho de 1880 quando o rei português Luís I declarou a Festa Nacional e de Grande Gala para comemorar os 300 anos da morte de Camões. No Brasil, a data começou a ser lembrada a partir da década de 1930, mais percisamente em 1933 a partir da ditadura do Estado Novo, homônimo do período comandado por Getúlio Vargas no Brasil.

O ditador português Antônio de Oliveira Salazar identificou a data como Dia de Camões, de Portugal e da Raça. A partir de 1963 as Forças Armadas do país também passaram a ser exaltadas na mesma data. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Protesto em Brasília acaba com conflito entre indígenas e policiais
Manhã na Clube: entrevistas com Carlos Veras, Sérvio Fidney e Marcel Costi
Vacina contra a Covid-19 criada em Cuba tem eficácia de 92%
Pontos fundamentais para fazer uma transição de carreira
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco