Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

BOLETIM

Com 2.987 casos de Covid nas últimas 24 horas, Pernambuco registra recorde de confirmações

Publicado em: 01/04/2021 19:02

 (Foto: Diego Nigro/ SEI
)
Foto: Diego Nigro/ SEI
A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quinta-feira (1), 2.987 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 244 (8%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 2.743 (92%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 352.218 casos confirmados da doença, sendo 36.277 graves e 315.941 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Além disso, o boletim registra um total de 298.206 pacientes recuperados da doença. Destes, 21.074 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 277.132 eram casos leves.

Também foram confirmados laboratorialmente 74 novos óbitos (40 masculinos e 34 femininos), ocorridos entre os dias 18/04/2020 e 31/03/2021. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Abreu e Lima (1), Agrestina (2), Araripina (2), Arcoverde (2), Belo Jardim (1), Bodocó (1), Buíque (1), Cabo de Santo Agostinho (1), Camaragibe (1), Caruaru (5), Cedro (1), Gameleira (1), Garanhuns (1), Gravatá (1), Ipojuca (1), Ipubi (1), Itapetim (1), Jaboatão dos Guararapes (3), Jaqueira (1), Jataúba (1), Nazaré da Mata (1), Olinda (7), Parnamirim (1), Paulista (2), Recife (21), Ribeirão (1), Santa Filomena (1), São Bento do Una (3), São José do Belmonte (1), São José do Egito (1), Sirinhaém (1), Taquaritinga do Norte (1), Venturosa (1), Vitória de Santo Antão (2) e Xexéu (1). Com isso, o Estado totaliza 12.249 mortes pela doença.

Os pacientes tinham idades entre 36 e 106 anos. As faixas etárias são: 30 a 39 (5), 40 a 49 (8), 50 a 59 (9), 60 a 69 (9), 70 a 79 (27) e 80 ou mais (16). Do total, 54 tinham doenças pré-existentes: doença cardiovascular (37), diabetes (26), hipertensão (19), doença respiratória (5), obesidade (4), doença renal (4), histórico de tabagismo (2), câncer (2), doença de Alzheimer (2), doença reumatológica (1), doença cromossômica (1), histórico de AVC (1), doença hepática (1), doença neurológica (1) - um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Os demais seguem em investigação.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 27.790 casos foram confirmados e 47.118 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais.

Balanço da vacinação

Pernambuco já aplicou 1.105.005 doses da vacina contra a Covid-19, das quais 864.211 foram primeiras doses. Ao todo, foram feitas a primeira dose em 207.944 trabalhadores de saúde; 24.955 povos indígenas aldeados; 15.443 em comunidades quilombolas; 6.157 idosos em Instituições de Longa Permanência; 117.317 idosos de 64 a 69 anos; 311.680 idosos de 70 a 79 anos; 94.685 idosos de 80 a 84 anos; 85.136 idosos a partir de 85 anos; além de 894 pessoas com deficiência institucionalizadas.

Em relação à segunda dose, já foram beneficiados 160.575 trabalhadores de saúde; 24.155 povos indígenas aldeados; 22 em comunidades quilombolas; 4.430 idosos institucionalizados; 778 idosos de 64 a 69 anos; 22.407 idosos de 70 a 79 anos; 22.971 idosos de 80 a 84 anos; 4.772 idosos a partir de 85 anos, além de 684 pessoas com deficiência institucionalizadas; totalizando 240.794 pessoas que já finalizaram o esquema.

Cirurgia eletiva

Foi prorrogada até o dia 30 de abril a suspensão das cirurgias eletivas que demandem internação hospitalar em Pernambuco, tanto na rede pública quanto na privada. Esses são aqueles procedimentos agendados previamente, ou seja, não urgentes. O objetivo é evitar sobrecarga nos sistemas de saúde e ter vagas disponíveis para internação dos casos suspeitos ou confirmados da Covid-19, além de priorizar o uso de insumos e medicamentos para esses pacientes graves.

Continuam mantidas as cirurgias eletivas inadiáveis, como as oncológicas, cardíacas, transplantes e procedimentos que possam causar dano permanente ao paciente em caso de adiamento, além das cirurgias ambulatoriais que não demandam internamento hospitalar. Além disso, reforça-se que as consultas ambulatoriais e os serviços de urgência e emergência estão mantidos.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que os servidores que atuam nessas cirurgias eletivas e foram realocados para outras áreas da assistência hospitalar ou teletrabalho serão mantidos nessas funções.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Família Floyd volta a respirar: policial é condenado pela morte de homem negro
Posse e compra de armas de fogo geram polêmica entre autoridades e população
Liberdade de imprensa piora no Brasil de Bolsonaro
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 20/04
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco