Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

URBANISMO TÁTICO

Centro do Recife recebe intervenção para aumentar faixas de pedestres e áreas de passeio

Publicado em: 07/04/2021 14:25 | Atualizado em: 07/04/2021 19:26

 (Rodolfo Loepert / PCR)
Rodolfo Loepert / PCR
As faixas de pedestres e áreas de passeio no bairro de Santo Antônio, na Avenida Nossa Senhora do Carmo, na altura da Rua do Rangel, no Centro do Recife, passam a receber uma intervenção para aumentar de tamanho. De acordo com a Secretaria de Política Urbana e Licenciamento (Sepul) e a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), a ação deixará a faixa com 34 metros de largura, beneficiando aproximadamente 18.400 pessoas. De acordo com os registros da CTTU, o período de janeiro e fevereiro entre 2019 e 2020 registrou uma redução de 41% de acidentes com vítimas após as intervenções.

“Estamos fazendo uma intervenção de urbanismo tático que resultará na maior faixa de pedestre da história do Recife. São 34 metros de largura, que beneficia diretamente mais de 18 mil pessoas que fazem essa travessia diariamente. O principal objetivo neste tipo de intervenção é levar segurança aos pedestres e nós queremos levar ações como estas para os quatro cantos da cidade, fortalecendo essa modalidade de urbanismo tático. Essa intervenção aqui, por exemplo, além de aumentar a área de faixa de pedestre, vai fortalecer a calçada, com o alargamento dela através da pintura. Vamos implantar em diversas áreas da cidade ações como esta aqui”, explicou o prefeito João Campos (PSB). A intervenção no local começou na noite da terça-feira (6).

Segundo a Prefeitura do Recife, áreas como o Largo da Paz tiveram sete acidentes com vítimas neste período de 2019 e, no ano seguinte, duas ocorrências. Na Avenida Cruz Cabugá, o número também caiu de 23 para 14 no mesmo período. Na Avenida Conde da Boa Vista, a mudança foi de 22 para quatro sinistros com vítimas também neste período.

“Nosso objetivo é trazer ruas que sejam mais seguras para as pessoas e temos avançado cada vez mais. Temos usado o urbanismo tático de forma que amplie as calçadas e os refúgios de pedestres para diminuir o espaço entre as travessias e também para induzir ao condutor a redução de velocidade. A sinalização é, também, um recado que se passa ao público para dizer que as ruas são das pessoas e, dessa forma, quando usamos o carro, precisamos sempre ficar alerta para proteger os pedestres”, afirma a presidente da CTTU, Taciana Ferreira.

De acordo com a CTTU, ao todo, serão 259 m² a mais no alargamento de calçadas e criação de ilha para pedestres, além da criação de uma nova faixa de pedestres e o alargamento da faixa de pedestres de 16m para 34m, garantindo um desenho inédito na cidade. O uso de urbanismo tático tem sido uma estratégia para redução de acidentes de trânsito. Ao todo, já são mais de 350 mil pessoas beneficiadas com as intervenções, que já somam 30 áreas no total.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Vacinas da Johnson & Johnson sob investigação por risco de trombose
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 13/04
De 1 a 5: dicas de decoração para repaginar a casa de forma simples e sem gastar muito
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 12/04
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco