Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

VACINAÇÃO

Cabo inicia campanha de vacinação contra a influenza

Publicado em: 19/04/2021 19:33

 (Foto: Leo Domingos / PMCSA
)
Foto: Leo Domingos / PMCSA
O município do Cabo de Santo Agostinho iniciou nesta segunda-feira (19) a distribuição da vacina da H1N1, contra o vírus da influenza (gripe). Neste primeiro momento estão elegíveis para receber a vacina as mulheres grávidas, as puérperas (mães que deram à luz há pouco tempo) além de crianças a partir de seis meses até as menores de seis anos de idade. 

A vacina já está disponível nas maternidades e postos de saúde do município. Os idosos, por enquanto, devem focar na vacinação contra o vírus da Covid-19, que está sendo realizada no Centro de Vacinação Covid-19, na Praça Nove de Julho, na PE-60. A orientação para todos os cidadãos é que, independente de qual vacina tomou, é necessário esperar 14 dias para tomar qualquer outro tipo de imunizante. 

A campanha de vacinação contra a influenza vai até o dia 9 de julho. Até agora, o município do Cabo recebeu 11.890 doses do imunizante.  O objetivo da campanha é reduzir complicações, internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza na população alvo. 

Além das mães e crianças, a campanha abrangerá outros grupos prioritários que serão chamados ao longo das próximas semanas para se vacinar. São eles: as populações indígenas, trabalhadores de saúde, idosos  a partir dos 60 anos, professores e pessoas com comorbidades e condições clínicas especiais, além daquelas com deficiência permanente. 

Forças de segurança e salvamento, forças armadas, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo e de portos, além de funcionários de presídios e os presos também vão receber a vacina de forma prioritária. 

A meta da campanha é vacinar ao menos 90% dos grupos prioritários formados pelas mães, crianças, idosos, indígenas, professores e trabalhadores da saúde. Para os demais grupos prioritários, a meta é vacinar 70% da população. A estimativa do Ministério da Saúde é imunizar cerca de 79,7 milhões de pessoas.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
ONU pede  investigação independente sobre chacina no Rio
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 07/05
Teich vincula renúncia à pressão de Bolsonaro para usar cloroquina
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 06/05
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco