Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

100 tartarugas-cabeçuda nascem na Praia de Enseada dos Corais, neste feriado

Publicado em: 21/04/2021 19:24

 (Foto: Mariangela Viana / PMCSA)
Foto: Mariangela Viana / PMCSA
Em plena tarde de feriado de Tiradentes, nasceram 100 tartarugas da espécie Caretta caretta, comumente conhecida por tartaruga-cabeçuda ou tartaruga-mestiça, na Praia de Enseadas dos Corais, litoral do Cabo de Santo Agostinho. O animal havia colocado os ovos no dia dois de março, tendo um período de incubação que durou 51 dias.

A taxa de natalidade alcançada foi de 97%, visto que três ovos não eclodiram. As tartarugas-cabeçuda vivem cerca de 80 anos, podendo chegar a 120 anos. Biólogo da Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, Felipe Brayner é o responsável pelo monitoramento dos ninhos no litoral e quem apresentou o processo de reprodução dos animais aos populares que acompanhavam o evento. O profissional destacou a importância da consciência ambiental para a preservação de animais como a tartaruga-cabeçuda e após a explanação, ele estimulou o nascimento dos filhotes.

O biológo também aproveitou para explicar a importância do monitoramento no intuito de reduzir a taxa de mortalidade da espécie e garantir que elas cheguem ao mar. "Duas espécies costumam desovar no litoral cabense, as tartarugas-de-pente e as tartarugas-cabeçuda. Por aqui ainda temos mais dois ninhos na Praia de Enseada e dois na Praia de Itapuama que estão sendo monitorados", explicou.

Outra peça importante no auxílio do monitoramento  dos ninhos no litoral cabense é a ONG Onda Limpa também que também realiza um trabalho de coleta seletiva, recolhendo materiais sólidos da praia contribuindo com a redução dos impactos desses dejetos  na vida marinha. "Fazemos um trabalho de conscientização ambiental para reduzir os danos aos animais marinhos. O aquecimento global faz com que as pessoas reflitam sobre os seus atos. As espécies precisam ser preservadas e podemos ajudar nisso, com a destinação correta dos resíduos sólidos", disse o presidente e fundador da ONG Onda Limpa, Estevão Santos.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Anvisa recomenda suspender vacinação da AstraZeneca para grávidas
Anticorpos contra Covid-19 permanecem no sangue por pelo menos oito meses
Manhã na Clube - Entrevista com Rodrigo Maia e Gilson Machado Neto
De 1 a 5: dicas para destravar sua criatividade e ampliar a percepção
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco