Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

MEIO AMBIENTE

Buscando transformar o descarte do lixo, Serra Talhada lança plano de coleta seletiva

Publicado em: 23/02/2021 18:15 | Atualizado em: 23/02/2021 19:45

Município do Sertão deve ganhar unidade de tratamento e reciclagem (Foto: Recicleiros/Divulgação)
Município do Sertão deve ganhar unidade de tratamento e reciclagem (Foto: Recicleiros/Divulgação)

O município de Serra Talhada, no Sertão pernambucano, apresentou um novo plano de coleta seletiva, envolvendo diversos setores da sociedade. Após um amplo trabalho de pesquisa, com o diagnóstico do cenário de coleta e descarte de resíduos sólidos na cidade, a iniciativa busca promover uma nova cultura para o descarte do lixo, deixando de enxergá-lo como um causador de problemas e impactos ambientais, mas sim como um grande propulsor econômico. A medida prevê a geração de renda para catadores, além da adequação à política nacional, eliminando irregularidades.

O trabalho é fruto da aprovação do município no último edital público nacional do programa Cidade+Recicleiros, onde concorreu com outras 521 cidades, sendo uma das três selecionadas no Nordeste e a única de Pernambuco. “Trata-se de uma iniciativa que permitirá a Serra Talhada implementar uma coleta seletiva inteligente, aproveitando o potencial do lixo, sem prejudicar o meio ambiente e impulsionando a criação de postos de trabalho”, explicou o gestor da organização, César Augusto. Segundo ele, a metodologia prevê a separação em diferentes canais, distinguindo, por exemplo, papéis, plásticos, vidros e metais, de resíduos orgânicos, assim como pilhas, baterias e peças eletrônicas.

A cidade de Serra Talhada, que conta com uma população de cerca de 90 mil habitantes, movimenta uma média de 1,5 mil toneladas de lixo por mês, um número que representa 18 mil toneladas por ano. Segundo a administração, cerca de seis mil toneladas têm potencial para reciclagem. Na prática, a intervenção vai implantar uma central produtiva, com caminhões em rotas predefinidas e campanhas de conscientização para que os moradores possam descartar seus materiais corretamente. Por meio da parceria com cooperativas de catadores, o trabalho tem a expectativa de reduzir em até 75% o volume hoje despejado  em aterros sanitários.

“O nosso município tem uma preocupação muito grande em relação ao meio ambiente, sabendo da importância desta temática para a qualidade de vida da nossa população. O plano que estamos lançando vem reforçar uma política pública que só trará benefício, promovendo a sustentabilidade”, destacou o vice-prefeito Márcio Oliveira, que representou a prefeita, Márcia Conrado, durante a solenidade de lançamento.  A visão é reforçada pelo secretário municipal de Meio Ambiente, Sinézio Rodrigues. “A coleta seletiva é uma visão de futuro que muito tem a contribuir com o potencial da nossa cidade, sinalizando, ainda, o aquecimento da nossa economia. Convocamos a cada cidadão para estar junto conosco, pois sua participação será fundamental”, ressaltou.

Pela iniciativa, as carroças de catadores devem deixar de circular pelas vias de Serra Talhada, dando lugar a veículos modernos e que ofereçam maior produtividade. Estes trabalhadores passarão a atuar dentro da unidade, chamada de fábrica de reciclagem. As estratégias também serão desenvolvidas junto às escolas da rede pública e privada, atuando na sensibilização de pais, alunos e professores. Ainda conforme a gestão, o processo de logística reversa, em parceria com empresas do município, vai permitir que as embalagens de produtos, após o devido consumo, retornem para reaproveitamento. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: ex-ministro Roberto Freire, dr. Cláudio Falcão e o advogado Pedro Avelino
Chama dos Jogos de Inverno é acesa
Manhã na Clube: Gilson Machado, Ministro do Turismo, dr. Érico Higino e o advogado Ivo Machado
Entre túmulos e livros: coveiro se prepara para lançar livro
Grupo Diario de Pernambuco