Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Saneamento

Município de Moreno têm falta de água há mais de 20 dias, relata morador

Publicado em: 25/12/2020 20:17 | Atualizado em: 25/12/2020 20:31

Cavalcanti pede uma solução para a falta de água na cidade ( José Cavalcanti de Melo/Arquivo pessoal)
Cavalcanti pede uma solução para a falta de água na cidade ( José Cavalcanti de Melo/Arquivo pessoal)
Baldes de água e banhos de cuia. É desse jeito que as pessoas do município de Moreno, na Região Metropolitana do Recife, estão comemorando o Natal deste ano. Sem água nas torneiras há mais de vinte dias, a população sofre. Mesmo sem uma previsão, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), informou que realizará ações para identificar a situação.

O aposentado José Cavalcanti de Melo, 67 anos, relata que a falta de água é um problema recorrente na Rua Onze de Setembro, próximo do Vale dos Eucaliptos. “Já estamos aqui há 22 dias sem água. Abrimos a torneira, a água não chega, mas chega à conta”, afirma.

Morador da cidade há mais de 20 anos, Cavalcanti reivindica que as autoridades encontrem uma solução. “Essa é a torneira que chega água da rua. A gente abre, olha, está aqui. E não tem água nenhuma. Estamos pagando a conta e não temos água. Quero fazer essa reivindicação para que o Governo do Estado, que a Compesa, tomem providências com essa situação, porque não é possível aqui na cidade continuar desse jeito”.

O aposentado afirma que já entrou em contato com a companhia, mas não obteve retorno. “Então veja bem, já fizemos diversas ocorrências, e até agora ninguém deu resposta. Agora estamos pedindo providências direto com a Compesa, para ver o que acontece. A conta chega e estamos em dia, estamos pagando a conta”, revela.

Para o Cavalcanti, a situação é agravada para os idosos e famílias com crianças. “São exatamente 22 dias que a água não chega aqui. Mas não tem pressão para subir. Não tem água. A água não chega. E por isso temos essas dificuldades, que se estende para idosos, crianças, e fora as necessidades de limpezas necessárias nesse período”.

“São todos os bairros de Moreno que sofrem com esse problema. O Centro fica um pouco mais abastecido, mas as ruas dos bairros mais adjacentes vivem a mesma situação que aqui”, acrescenta.

A nova gestão municipal eleita este ano, que assume a cidade no dia 01 de janeiro de 2021, informou, por meio de nota, que tem uma reunião marcada para a primeira semana de janeiro com a Diretora Presidente da Compesa, Manuela Coutinho, para “solucionar o mais rápido possível essa falta de água”. Até a publicação desta matéria não conseguimos contato com a gestão atual da Prefeitura de Moreno.

A Compesa informou que está ciente do problema e que “já vem atuando para regularizar o abastecimento de água da Rua Onze de Setembro. Ações estão sendo desenvolvidas, assim como ajustes operacionais, para que a situação seja resolvida com brevidade”, diz a nota. A companhia ainda orientou que imóveis com dificuldade de abastecimento solicitem o carro-pipa por meio do número 0800.081.0195, disponível para atendimento da empresa.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Mundo tem recorde de mortes por Covid-19 em 24 horas
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 27/01
AstraZeneca defende eficácia em idosos depois de questionamentos
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 26/01
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco