Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Saúde

Secretário de Saúde descarta segunda onda da Covid-19 em Pernambuco

Publicado em: 12/11/2020 17:09 | Atualizado em: 12/11/2020 18:37

 (Heudes Regis/Divulgação)
Heudes Regis/Divulgação

O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), informou hoje (12), que não há indicadores que apontem para o desenvolvimento de uma segunda onda da Covid-19 no estado. Segundo a SES-PE, os dados apontam que as analises deste início de novembro estão melhores se comparados ao inicio de outubro, que teve os melhores indicadores desde abril.

“Nenhum indicador aponta para o desenvolvimento ou o curso de uma segunda onda da doença nesse momento. A verdade é que atingimos o pico em maio. A partir de setembro entramos em um vale, ou seja, um patamar de baixa. Com números em baixo patamar e sem expressivas oscilações, seja para cima ou para baixo”, explica o secretário estadual de Saúde André Longo.

De acordo com as informações da Secretaria, divulgadas em coletiva de imprensa, seria necessário um aumento sustentado de pelo menos 60% dos casos em relação ao “patamar do vale”, ou seja, de baixa de casos registrados, para a configuração de uma segunda onda. “Os atuais indicadores nos colocam, longe deste cenário, com pequenos incrementos, entre algumas semanas, e pequenos declínios, em outras semanas, o que não configuram ainda um cenário que aponte para numa nova escalada epidêmica”, diz o secretário.

André Longo ainda informou que o Plano de Convivência com a Covid-19, que chegou a sua última etapa no mês de outubro, prevê a ativação de novos leitos, caso se alcance o percentual de 80% de casos registrados com a doença. “Já hoje, o Governo de Pernambuco, passou a disponibilizar mais 77 leitos, para a Covid-19 e casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave. Sendo 40 de UTI e 37 de enfermaria, no Hospital Maria Vitória, no bairro de Areias, e Hospital Evangélico, no bairro da Torre”, afirma Longo. Segundo Secretaria de Saúde de Pernambuco, a previsão é que nos próximos dias ocorra a disponibilização de outros 30 leitos, totalizando 107 leitos.

O secretário ressalta que o controle da doença depende também da conscientização da população. “Tenho a certeza de que ninguém quer perder o que lutamos tanto para conquistar. Preciso que todos entendam que a pandemia não acabou. Para que não tenhamos um aumento expressivo de casos das mortes, das ocupações hospitalares, cada um precisa fazer a sua parte”, orienta.

Sobre as Eleições 2020, o secretário pediu que a população siga os protocolos de higiene e segurança. “Solicito o apoio de todos para o uso da máscara corretamente, a higienização das mãos com álcool em gel, antes e depois do uso da urna eletrônica, levar sua própria caneta, sempre que possível e manter o distanciamento social indicado. O TRE também solicita que das 7h às 10h, compareçam nas sedes de votação, apenas idosos e pessoas do grupo de risco. Nós precisamos proteger essas pessoas. É muito importante respeitar”, acrescenta.

 

 

 

 

TAGS: saúde | covid | onda | vale | higiene | segurança |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Vacina russa afirma ter 95% de eficiência
ONU condena racismo estrutural no Brasil
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 24/11
De 1 a 5: a artista Isabela Cribari fala de suas obras na exposição Antropocenas
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco