Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Ação

PF realiza operação Símios de combate ao tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro

Publicado em: 09/11/2020 08:53 | Atualizado em: 09/11/2020 17:59

Os criminosos camuflavam drogas em cargas de bananas. (Foto: PF/ Divulgação)
Os criminosos camuflavam drogas em cargas de bananas. (Foto: PF/ Divulgação)

Em Pernambuco, a Polícia Federal deflagra, nesta segunda-feira (9), operação para desarticular organização criminosa especializada no tráfico internacional de drogas. Os bairros da Torre, Boa Viagem e Piedade recebem mandados de buscas, além de cidades do interior do estado. A ação é batizada de Operação Símios.

A quadrilha, que tem como especialidade o transporte e armazenamento de cocaína em grandes quantidades em território nacional, ocultava dentro de contêineres os materiais ilegais. As cargas eram exportadas pelos portos brasileiros para a Europa. De acordo com a polícia, as investigações indicam que o grupo criminoso é formado por integrantes espalhados pelo Nordeste e com atuação no Norte do país.

A investigação teve início no dia 21 de junho de 2019, quando a Receita Federal do Brasil (RFB), no Porto de Suape, Região Metropolitana do Recife, apreendeu 808 quilos de cocaína, camuflada em cargas de bananas que seriam exportadas para a Bélgica.

Com as investigações, a polícia afirma que as lideranças da organização criminosa já foram alvos da Operação Piratas do Sertão, deflagrada pela Polícia Federal em 2010 nos estados de Rio Grande do Norte e Paraíba. Além disso, foram detectados laços criminosos desse grupo com lavadores de dinheiro na Região Sudeste e Centro-Oeste.

Em nota, a Polícia Federal informa que a Operação Símios é realizada simultaneamente nas cidades pernambucanas do Recife, Jaboatão dos Guararapes, Bonito, Petrolina e, nos estados do Rio Grande do Norte, Piauí, São Paulo, Ceará e Mato Grosso. Foram mobilizados 80 policiais federais com o objetivo de cumprir 4 mandados de prisão preventiva e 18 mandados de busca e apreensão, sendo cinco mandados de busca e apreensão somente em Pernambuco.

Confira a nota disponibilizada pela Policia Federal:

Ao todo, 15 (quinze) pessoas já foram indiciadas pelos crimes dos Arts. 33, caput, e 36 da Lei nº 11.343/06 (tráfico e financiamento ao tráfico de drogas); art. 2º da Lei nº 12.850/13 (organização criminosa); e art. 1º da Lei nº 9.613/98 (lavagem de dinheiro). As penas podem variar de 3 (três) a 20 (vinte) anos de reclusão, mas, considerado o concurso de crimes, podem chegar ao limite máximo de 30 (trinta) anos de cumprimento da pena. Por fim, destaque-se que a Operação Símios está sendo deflagrada em conjunto com a Operação Pojuca, conduzida pela Polícia Federal no Pará, haja vista a detecção de que o grupo também foi responsável por ações criminosas do mesmo tipo em porto daquele Estado.

 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 02/12
Moderna espera entregar sua vacina antes do Natal
OMS alerta para situação do Brasil e México na pandemia
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 30/11
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco