Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Pax Paulista

PF deflagra operação em Paulista para conter o tráfico de drogas e crimes contra o patrimônio

Publicado em: 05/11/2020 09:00 | Atualizado em: 05/11/2020 10:51

 (Foto: Divulgação )
Foto: Divulgação
 
Na manhã desta quinta-feira (5), a Polícia Federal a Operação Pax Paulista, destinada a reprimir uma Organização Criminosa atuante no tráfico de drogas e crimes contra o patrimônio no município de Paulista, Região Metropolitana do Recife. A investigação de um ano constatou que uma das líderes da organização estava no presídio feminino e alguns alvos foram presos durante o período das investigações, sendo hoje cumpridos 16 mandados de prisão preventiva, dos quais nove contra indivíduos que já se encontram cumprindo pena no sistema prisional estadual. 

A operação foi uma ação conjunta da Polícia Federal em Pernambuco com a Força-Tarefa conjunta com a Força Nacional de Polícia Judiciária que atua no Programa em Gente Brasil na cidade de Paulista e com apoio da Secretaria executiva de Ressocialização de Pernambuco. A investigação teve início quando as autoridades analisavam os crimes violentos no município de Paulista, sendo realizado por traficantes e assaltantes ligados a indivíduos que cumprem penas no sistema prisional. As investigações duraram ao todo um ano e, ao final foi representado à justiça criminal de Paulista pelas prisões dos líderes da Organização e dos membros encarregados do tráfico e execução dos assaltos. 
Parte dos investigados já estavam no sistema prisional do estado. (Foto: Peu Ricardo/ DP)
Parte dos investigados já estavam no sistema prisional do estado. (Foto: Peu Ricardo/ DP)

Foi constatado que parte dos investigados eram responsáveis pela introdução de drogas e celulares em presídios, principalmente no Presídio Feminino, onde uma das líderes da Organização cumpre pena. Esse mandados contra presidiários foram cumpridos pelos policiais penais de Pernambuco que integraram a operação. Além disso, foram executados sete mandados de busca e apreensão, que resultaram em dois flagrantes, um por tráfico e outro por posse ilegal de arma de fogo.

Os presos estão sendo indiciados com base na Lei de Organizações Criminosas, tráfico de drogas e Crimes contra o Patrimônio, cujas penas, somadas, podem chegar a mais de 33 anos de reclusão. Após a lavratura dos flagrantes, interrogatórios, e exames no IML, todos serão recolhidos ao COTEL e Presídio Feminino do Recife.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Entrevista com o governador Paulo Câmara
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 04/12
Um milhão de doses da CoronaVac chegam em São Paulo
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 03/12
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco