Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Resposta

Governo de PE rebate sugestão de federalização de Fernando de Noronha

Publicado em: 06/11/2020 10:51 | Atualizado em: 06/11/2020 11:45

 (Paulo Paiva/DP Foto )
Paulo Paiva/DP Foto

O governo de Pernambuco rebateu a sugestão de federalização do Arquipélago de Fernando de Noronha, feito pelo presidente da república Jair Bolsonaro através de uma live realizada nesta quinta-feira (5). Bolsonaro criticou o alto custo para visitsação da ilha.

 

“Eu sugeri a gente federalizar Fernando de Noronha porque parece que virou ali uma ilha de amigos --não quero falar o nome aqui para não criar problema--, de amigos do rei, e o rei não sou eu”, disse em transmissão pelas redes sociais.

O presidente disse ser um "absurdo" ir para uma praia e pagar 100 reais. A alusão ao valor, na verdade, se refere a uma taxa de preservação ambiental que custa R$ 75,93 por dia. O objetivo da federalização sugerida seria para tornar o arquipélago em um polo turístico.

“Poderia ser um local aí de arranjar recursos para o Brasil, vindo de fora, do turismo, dar uma condição de vida melhor para a população. Então é muita coisa errada no Brasil que a gente vai arrumando devagar, arranjando solução. Não dá para aquela ilha ter dono”, criticou.

Resposta:

Na manhã desta sexta-feira (6), o governo de Pernambuco enviou uma nota em resposta a sugestão feita pelo presidente.

"Em respeito à Constituição Federativa do Brasil e ao povo de Pernambuco, o Governo do Estado tem trabalhado muito para encontrar soluções para superação dos desafios atuais. Em Fernando de Noronha somente nos últimos dois anos, o Governo de Pernambuco investiu mais de R$ 20 milhões na construção de casas, recuperação de estradas vicinais, implantação de iluminação de LED e readequação completa do porto de Fernando de Noronha. 

Estamos também ampliando a oferta de energia solar e reduzindo a poluição na ilha, com os programas Carbono Zero e Plástico Zero. No mesmo período, o Governo Federal divulgou três vezes que iria mandar recursos para o saneamento e nunca liberou qualquer valor, além de aumentar o preço das taxas de preservação ao invés de extingui-las, como havia prometido. A população de Fernando de Noronha, a exemplo de todos os brasileiros, conta com ações efetivas, integradas quando possível, para que as melhorias sigam acontecendo. Criar soluções é mais produtivo do que criar polêmicas." 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Vacina russa afirma ter 95% de eficiência
ONU condena racismo estrutural no Brasil
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 24/11
De 1 a 5: a artista Isabela Cribari fala de suas obras na exposição Antropocenas
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco