Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Perspectiva

Espaço solidário promove esperança para crianças carentes da Várzea

Publicado em: 18/11/2020 18:25 | Atualizado em: 18/11/2020 19:02

 (Foto: Peu Ricardo/ DP Foto)
Foto: Peu Ricardo/ DP Foto

Com pouco mais de dois anos de funcionamento, o Gris Espaço Solidário é o apoio que 80 crianças e adolescentes dos 5 e 15 anos precisam para ter acesso a acompanhamento pedagógico e interdisciplinar. As atividades vão desde reforço escolar para crianças com dificuldades de aprendizagem e estímulo a potencialidades; auxílio lúdico-terapêutico e social, com inclusão de familiares. O local funciona no bairro da Várzea, Zona Oeste do Recife,

 

Antes da pandemia, que forçou o espaço a fechar as portas por mais de seis meses, 78 jovens eram atendidos no espaço. Hoje, com as medidas de distanciamento, o atendimento presencial precisou ser reduzido, e é feito majoritariamente online. No local, apenas algumas atividades são realizadas presencialmente, mediante agendamento.

Atualmente, o Gris funciona através da ajuda de colaboradores - entre voluntários, doadores e empresas - que ajudam no custeio e nas atividades realizadas. A equipe é formada por 28 voluntários de diversas áreas de conhecimento, como engenharia florestal, computação, psicologia, geografia, artes e serviço social, por exemplo.

Rede de esperança

A coordenadora-geral e co-fundadora do projeto, Joice Paixão, fala orgulhosa sobre as conquistas do espaço em tão pouco tempo de funcionamento. Com vivências prévias em movimentos sociais, a cientista social viu o que era para ser um local de arrecadação e distribuição de donativos a pessoas necessitadas se tornar algo bem maior. “É uma forma de empoderamento, e de trazer uma nova perspectiva de realidade, principalmente para crianças negras da comunidade”, conta.

Cerca de 80% do público atendido pelo projeto é composto por jovens negros; a grande maioria, cerca de 90%, mora em comunidades carentes do bairro da Várzea. Para estes jovens, o espaço é um apoio necessário para que consigam caminhar para além das possibilidades com que muitos deles se deparam no decorrer da vida. “Para mim, a grande questão do Gris é fazer com que essas crianças enxerguem as outras possibilidades que elas podem alcançar. E enxergar olhando para frente, não com subserviência. Olhar e dizer ‘eu sou assim, eu quero chegar em tal lugar e eu vou conseguir chegar’”, destaca a coordenadora.

Quem quiser se juntar à rede de apoio ao Gris, pode entrar em contato com a equipe através do telefone (81)99766.4791 ou pelo instagram, o @gris.solidario. Por lá, também é possível acompanhar as atividades e campanhas realizadas, além do conteúdo online disponibilizado pelos voluntários do espaço.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Vacina russa afirma ter 95% de eficiência
ONU condena racismo estrutural no Brasil
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 24/11
De 1 a 5: a artista Isabela Cribari fala de suas obras na exposição Antropocenas
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco