Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Saúde

Campanha de vacinação é prorrogada devido à baixa procura

Publicado em: 03/11/2020 12:13 | Atualizado em: 03/11/2020 13:26

 Luiza Hublet, de 1 ano e 5 meses, tomando as gotinhas de imunização contra poliomielite. (Foto: Paulo Paiva / DP FOTO)
Luiza Hublet, de 1 ano e 5 meses, tomando as gotinhas de imunização contra poliomielite. (Foto: Paulo Paiva / DP FOTO)
Com baixa procura no tempo tradicional, campanha de vacinação foi prorrogada até o próximo dia 13 tendo unidades de atendimento com horário estendido, além de postos volantes para vacinação. A partir desta terça-feira (3), nove unidades do Recife vão se revezar no horário estendido, que acontece das 8h às 21h.  A lista das salas de vacinação está disponível no site da Prefeitura do Recife.


Até o dia 13 de novembro, a campanha terá duas unidade de saúde abertas até às 21h. Excepcionalmente nesta terça-feira, três locais vão estender o horário: Policlínica Albert Sabin, na Tamarineira, Policlínica Gouveia de Barros, na Boa Vista, e Centro de Saúde Joaquim Cavalcante, nos Torrões. Amanhã, as policlínicas do Pina e Lessa de Andrade, na Madalena, vão funcionar com horário estendido, enquanto quinta-feira (5), as unidades abertas até às 21h serão o Centro de Saúde Gaspar Regueira Costa, no Barro, e a Upinha Rio da Prata, no Ibura. Na sexta-feira(6), a vacinação acontece nas policlínicas Salomão Kelner, em Água Fria, e Clementino Fraga, no Vasco da Gama.

Ana Sofia Costa, diretora de Atenção à Saúde do Recife, reforça que a campanha de vacinação deste ano está com uma baixa adesão, por isso o prazo foi estendido, tendo em vista a importância da imunização das crianças.  “Estamos com coberturas vacinais baixas. Por exemplo, na campanha de vacinação contra poliomielite, a gente precisa ter uma cobertura de vacina de cerca de 95% para termos a segurança de que o vírus da poliomielite não estar circulando no nosso país.”, explicou. 

Desde o começo da campanha nacional de vacinação contra poliomielite, o Programa de Imunização (PNI) do Recife aplicou mais de 27 mil doses da vacina, o que representa uma cobertura vacinal de 32%. A meta do município é vacinar pelo menos 95% das mais de 80 mil crianças de 1 ano a menores de 5 anos na capital, mesmo que elas já tenham tomado a vacina anteriormente.

A diretora de Atenção à Saúde do Recife destacou ainda a gravidade da poliomielite, que pode deixar sequelas para a vida inteira, podendo levar ao óbito da criança. “A gente precisa vacinar essas crianças para proteger contra poliomielite, uma doença grave que pode trazer a paralisia infantil e até mesmo a morte.”

Juliana Hublet, mãe da Luiza Hublet, de 1 ano e 5 meses,  levou a filha até a policlínica Albert Sabin, na Tamarineira, Zona Norte do Recife, para imunizar Luiza contra a poliomielite e atualizar o cartão de vacinação da filha. Devido a pandemia, Juliana acabou esperando um pouco mais para levar a filha até o posto de saúde. “A vacinação traz uma segurança para as crianças e para a gente também. Por isso sempre tento deixar a carteira de vacinação atualizada das crianças para conter as doenças”, ressaltou. 
 Luiza Hublet, de 1 ano e 5 meses, teve seu cartão de vacinas atualizado.  (Foto: Paulo Paiva / DP FOTO)
Luiza Hublet, de 1 ano e 5 meses, teve seu cartão de vacinas atualizado. (Foto: Paulo Paiva / DP FOTO)

Além campanha nacional de vacinação contra poliomielite, a prefeitura do Recife convoca a população para atualizar a caderneta de vacinação. Desde o começo do mês, a Sesau iniciou a Campanha Nacional de Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacina, que oferece 17 imunizantes do calendário vacinal, para crianças e adolescentes menores de 15 anos, como: BCG, meningocócica, febre amarela, HPV, pentavalente, rotavírus, pneumocócica, varicela, hepatites A e B, DTP e outras. 

A orientação da Secretaria é que os pais ou responsáveis levem o cartão de vacina para que os profissionais do Programa de Imunização (PNI) do Recife avaliem a necessidade de cada um, de acordo com a idade e as doses já tomadas. Diferentemente da campanha contra poliomielite, como essa campanha é seletiva, não há meta estipulada pelo MS.

Para o público adulto, os postos de saúde estão com a campanha nacional de vacinação contra o sarampo, que é voltada para todas as pessoas de 20 a 49 anos, mesmo que já tenham tomado a vacina tríplice viral anteriormente. O PNI Recife aplicou pouco mais de 35 mil doses da vacina, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola.
Rayane do Nascimento, 21, compareceu ao posto de saúde para tomar vacina contra a febre amarela e aproveitou a ocasião para tomar a vacina contra o sarampo (Foto: Paulo Paiva / DP FOTO)
Rayane do Nascimento, 21, compareceu ao posto de saúde para tomar vacina contra a febre amarela e aproveitou a ocasião para tomar a vacina contra o sarampo (Foto: Paulo Paiva / DP FOTO)

Rayane do Nascimento, 21, compareceu ao posto de saúde para tomar a vacina contra febre amarela e foi comunicada na unidade de atendimento que sua vacinação contra o sarampo estava pendente. “Vim para o posto para tomar apenas a vacina da febre amarela, mas atendente verificou no meu cartão que eu não havia tomado a vacina do sarampo”, contou. 

Para os pais que estão com as vacinas atrasadas, os postos de saúde aproveitam a ocasião para imunizar as crianças e seus responsáveis. Foi o que aconteceu com Cláudia Brainer e seu marido que, ao levar a filha de apenas 4 meses, descobriram que estavam com vacinação atrasada. “Hoje vamos aproveitar e fazer tudo. Vamos tomar vacina e dar a vacina para nossa filha.”
Na ocasião, a mãe Cláudia Brainer aproveitou para atualizar o cartão de vacinas.  (Foto: Paulo Paiva / DP FOTO)
Na ocasião, a mãe Cláudia Brainer aproveitou para atualizar o cartão de vacinas. (Foto: Paulo Paiva / DP FOTO)
 

Ainda podem se vacinar as crianças e jovens de 5 a 19 anos que nunca tomaram a tríplice viral ou não tenham comprovação de ter completado o esquema vacinal recomendado, seja na infância ou em outro momento da vida. Quem está com as doses em dia, já teve sarampo ou tem mais de 50 anos não precisa se preocupar.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Entrevista com o governador Paulo Câmara
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 04/12
Um milhão de doses da CoronaVac chegam em São Paulo
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 03/12
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco