Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Infraestrutura

Reitores da UFRPE e IFPE solicitam retomada de obras da PE-33

Publicado em: 01/10/2020 17:04 | Atualizado em: 01/10/2020 18:55

 (Foto: UFRPE)
Foto: UFRPE
Os reitores da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), Marcelo Carneiro Leão e José Carlos de Sá Júnior, respectivamente, pediram apoio aos parlamentares pernambucanos no Congresso Nacional para a retomada das obras da PE-33 durante encontro remoto. A rodovia possibilitará o início das atividades do IFPE e o andamento das obras da UFRPE.

Juntas, as duas instituições receberão mais de 22 mil estudantes em cursos técnicos, tecnológicos e bacharelados. A reunião contou com a presença de cerca de 20 parlamentares e assessores, que se comprometeram em trabalhar para o funcionamento do complexo.

A PE-33 liga a PE-60 à BR-101, no Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife. Sem a rodovia concluída, o acesso às duas estruturas  que estão entre as mais bem projetadas do País está bloqueado, prejudicando não apenas os estudantes, como também gerando impactos ao desenvolvimento de  Pernambuco.

Localizados no bairro Mercês, os campi, que estão inseridos no Complexo Convida Suape, têm juntos cerca de 67,5 mil m².  No caso do IFPE, toda a estrutura está pronta, sendo necessário apenas o acesso, pela PE-33, para que os estudantes possam usufruir da estrutura, considerada uma das mais bem equipadas e modernas do Brasil. Já a obra da Unidade Acadêmica do Cabo de Santo Agostinho da UFRPE está 65% concluída, e, quando pronta, abrigará mais de 20 mil alunos, em prédio sustentável, com residência estudantil e outros diferenciais.

Os investimentos já realizados nos campi giram em torno de R$ 35 milhões para o IFPE; e R$ 108 milhões para a parte da UFRPE concluída. A PE-33, cuja obra teve início em outubro de 2017, tem 8,7 km de extensão e custo total estimado em R$ 32,7 milhões. O investimento necessário para o primeiro trecho, de dois quilômetros, da BR-101 até as estruturas educacionais, é de R$ 10 milhões.

IFPE
O campus do Cabo de Santo Agostinho do IFPE, pronto para ser inaugurado, possui mais de 12 mil metros quadrados de área construída, divididos entre 2 blocos de salas de aula com 30 ambientes, 2 blocos de laboratórios com 24 ambientes, biblioteca central com salão amplo, 3 salas de estudo, 1 sala de vídeo para 40 pessoas, creche projetada para atender, em parceria com o município, até 56 crianças de 0 a 6 anos, auditório central para 439 pessoas, além de bloco administrativo, bloco acadêmico, miniauditório, ampla área de convivência e ginásio poliesportivo.

Cerca de 1500 estudantes serão atendidos por uma estrutura moderna, bem equipada e pronta para promover educação pública de alta qualidade.

UFRPE
A Unidade Acadêmica do Cabo de Santo Agostinho (UACSA-UFRPE) iniciou as atividades em 2014, com a oferta de 5 cursos de engenharia: Civil, Eletrônica, Eletrotécnica, Mecânica e de Produção. A Unidade que funciona atualmente num prédio alugado, com 3 mil estudantes.

Quando estiver em pleno funcionamento, a sede definitiva da UACSA poderá abrigar mais de 20 mil alunos numa estrutura equipada com biblioteca, auditório, residências estudantis, restaurante universitário, entre outros espaços, com moderno sistema de reaproveitamento hidráulico e sustentabilidade nas estruturas e serviços.  
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Polícia Federal vai usar drones para fiscalizar irregularidades nas eleições
Rhaldney Santos entrevista Dr. João Gabriel Ribeiro, neurocirurgião
Rhaldney Santos entrevista Armando Sérgio (Avante)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #179 - Coração dos vertebrados
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco