Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Pandemia

Recife completa sete meses de convivência com a Covid-19 com indicadores em queda

Publicado em: 13/10/2020 11:25

 (Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR )
Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

A Prefeitura do Recife (PCR) divulgou, nesta terça-feira (13), o balanço de sete meses das etapas do Plano de Convivência com a Covid-19. Segundo a gestão, o Recife chegou a 5 meses de redução nos indicadores da doença, com 23 recifenses internados nas UTIs dos hospitais de campanha, o menor desde o início do funcionamento dos hospitais emergenciais.

Entre os dados registrado pela Prefeitura do Recife nesta terça, estão a queda de 95% das mortes por covid-19 na comparação de maio (1.151) com setembro (55), de acordo com a data de ocorrência dos óbitos. Na comparação do último mês fechado (setembro) com o mês anterior (126 óbitos em agosto), a queda é de 56%, até o momento.

A gestão também informou que houve redução de mais de 98% nos casos graves de covid, na comparação de setembro com abril (mês com mais casos graves) e que também houve queda de quase 73% quando se comparam os números totais de casos graves e leves confirmados de covid de maio (11.694) com setembro (3.201). A queda de casos de agosto (4.718) para setembro foi de 32%.

Em comparação com o total de casos do estado, a PCR informou que a capital é responsável por por menos de 15% de todos os novos casos de Pernambuco, enquanto, em abril, a cidade chegou a ser responsável por quase 55% dos novos casos de covid de Pernambuco. Essa redução dos casos de covid, sobretudo dos graves, refletiu na queda de quase 83% das internações nos hospitais de campanha municipais, na comparação do mês de maio (2.215) com os dados fechados do mês de setembro (382). De agosto (720) para setembro, a queda nas internações é de 47%, informou a prefeitura.

A Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife também comunicou a redução de quase 60% no número de atendimentos nas emergências das policlínicas, onde nas áreas externas foram construídos hospitais de campanha, no mesmo período (5.378 atendimentos em maio e 2.167 em setembro). De agosto (2.500) para setembro, a redução foi de 13%.

 

 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #179 - Coração dos vertebrados
De 1 a 5 : Cuidados com a luz são essenciais na rotina do trabalho remoto
Candidatos têm características das mais distintas, mas estão longe de representar os grupos sociais
Resumo da semana: 5 anos do surto de microcefalia, Covid suspende aulas e nova pesquisa no Recife
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco