Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Pesquisa

Número de endividados em Pernambuco recua em setembro

Publicado em: 06/10/2020 16:56 | Atualizado em: 06/10/2020 17:54

 (Foto: Tarciso Augusto/Esp. DP)
Foto: Tarciso Augusto/Esp. DP
O percentual de endividados em Pernambuco caiu no último mês de setembro. É o que aponta a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) pernambucano, divulgada nesta terça-feira (6). O estudo mostra que o índice no estado caminhou na mesma direção que os números nacionais. A porcentagem de famílias endividadas em Pernambuco atingiu os 75,7%. Em agosto, o percentual chegou aos 76,4%.

Para o economista da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Pernambuco (Fecomércio), Rafael Ramos, o índice é uma surpresa, já que existe uma tendência de aumento no endividamento durante o segundo semestre, causada por datas comerciais importantes, como Natal e Dia das Crianças. “A gente teve uma pressão em relação à inflação, então isso criou restrição orçamentária nas famílias. A a gente tem um mercado de trabalho que não vem se recuperando tão rápido quanto se esperava, e além disso teve a queda em relação ao pagamento do auxílio emergencial, que saiu de R$ 600, para a maioria, para R$ 300”, explica.

Fatores como esses podem ter direcionado os consumidores a um comportamento mais conservador. É provável que os consumidores tenham realizado compras à vista para reduzir o endividamento, devido a um horizonte ainda gerador de incertezas econômicas, principalmente ligado a continuidade de auxílios emergenciais e da melhora no mercado de trabalho. Esta é a maior taxa de endividados para os meses de setembro desde 2010, quando o resultado atingiu os 87,0%.

Segundo os números da pesquisa, o percentual de 75,7% equivale a 389.862 lares endividados, queda de 3.327 em um mês. Já em relação ao mesmo período de 2019, houve uma alta de 27.099 famílias. As que possuem contas em atraso atingiram os 30,4%, queda em relação a agosto, e quando comparado ao mês de setembro do ano anterior, que registrou percentual de 31,3% e 32,3%, respectivamente.

Apesar da redução do último mês, Rafael Ramos acredita que os números voltem a crescer nos próximos meses. “Eu acredito que o último trimestre, em especial o último bimestre, a gente vai ter um retorno da elevação do endividamento aqui em Pernambuco, visto que é um período em que existe muito incentivo para a questão do consumo, e ainda vai ter a questão da injeção do décimo terceiro salário”, afirma.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Polícia Federal vai usar drones para fiscalizar irregularidades nas eleições
Rhaldney Santos entrevista Dr. João Gabriel Ribeiro, neurocirurgião
Rhaldney Santos entrevista Armando Sérgio (Avante)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #179 - Coração dos vertebrados
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco