Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Fernando de Noronha

Noronha confirma novo caso de coronavírus

Publicado em: 15/10/2020 19:48

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação
Foi confirmado pela Administração de Fernando de Noronha mais um caso importado de Covid-19. O passageiro, trabalhador de uma empresa da ilha, desembarcou no aeroporto Carlos Wilson na última quarta-feira (14/10) e, embora tenha feito o exame no dia anterior à viagem, como pede o protocolo, o resultado positivo só saiu após a chegada ao arquipélago. Com o novo caso, agora são cinco pacientes em recuperação em Noronha, cumprindo quarentena, e sobe para 52 o número de casos importados de Covid-19, aumentando o total para 126, sendo 74 na ilha, incluindo os 46 identificados pelo estudo epidemiológico. 

Reabertura aos turistas

Fernando de Noronha iniciou, no último sábado (10/10), uma nova etapa de reabertura do turismo, com permissão de entrada para todos, contanto que realizem um exame do tipo RT-PCR na data anterior à viagem, ou na própria data do embarque, e apresentem o resultado negativo no desembarque em Noronha. Caso não saia a tempo, o visitante fica isolado no local da hospedagem até que receba o resultado do teste. Também é obrigatório baixar o aplicativo Dycovid, que alerta sobre riscos de contaminação. 

Na saída da ilha, ou no quinto dia da viagem, se for ficar mais de cinco dias, o visitante faz um novo exame, custeado pelo Governo do Estado, para que haja um maior controle da disseminação da doença. Visitantes que já tiveram Covid-19 devem apresentar a comprovação de que já tiveram a doença. São aceitos dois tipos de resultados: O IgG positivo (sorológico), com exame realizado pelos métodos de quimioluminescência, eletroquimioluminescência ou Elisa imunoensaio, com menos de 90 dias da data do embarque, ou o RT-PCR positivo (exame de nariz e garganta), com mais de 20 dias da data do embarque. Testes rápidos não serão aceitos. O exame deve ser anexado durante o processo de pagamento da Taxa de Preservação Ambiental (TPA), que agora só pode ser feito online, pelo site https://www.sounoronha.com
 
Estudo epidemiológico

Foi iniciada a terceira fase da pesquisa “Incidência e Prevalência da Covid-19 no Arquipélago de Fernando de Noronha”, com a aplicação de questionários aos cerca de 900 participantes do estudo. Ao longo das duas primeiras etapas da pesquisa foram realizados mais de 1,7 mil testes, o que representa mais de um terço da população da ilha. Na primeira fase, 42 casos foram identificados pelo estudo. Na segunda fase, a pesquisa encontrou mais 4 casos, todos já curados, com anticorpos para a Covid-19,diagnosticados a partir do exame sorológico rápido. Todos os exames do tipo RT-PCR realizados na segunda fase foram negativos. Ou seja, mesmo após o retorno de moradores ao arquipélago, em junho, não se detectou a doença na fase aguda, sugerindo ausência de transmissão comunitária em Noronha. O estudo tem sido importante para orientar as ações de vigilância e controle da Covid-19 e no apoio a tomada de decisões da Administração na retomada das atividades sociais e econômicas em Fernando de Noronha. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista Dr. Felipe Dubourcq, urologista
Polícia Federal vai usar drones para fiscalizar irregularidades nas eleições
Rhaldney Santos entrevista Dr. João Gabriel Ribeiro, neurocirurgião
Rhaldney Santos entrevista Armando Sérgio (Avante)
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco