Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Arte e cultura

MAMAM: abertas as portas do contato com a arte

Publicado em: 04/10/2020 16:30 | Atualizado em: 04/10/2020 19:13

Fachada do MAMAM (Foto: Bruna Costa / ESP. DP Foto)
Fachada do MAMAM (Foto: Bruna Costa / ESP. DP Foto)
As portas da arte sensorial voltaram a se abrir e o contato com as produções artísticas, ainda que apenas visual, está sendo retomado nos espaços culturais do Recife. É o caso do Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (MAMAM), situado na Rua da Aurora, área central da capital pernambucana, que reabriu suas portas e segue todos os protocolos de segurança neste novo momento para a arte. O Diario esteve, neste domingo (4), no local para conferir a retomada.

De acordo com a vice-diretora institucional do MAMAM, Rebeka Monita, a presença do público no lugar que dá liberdade as expressões, está tímido. “Ainda é um movimento muito pequeno, mas a gente está em um processo de finalização da montagem da exposição CKD e ainda sentindo o público”, relata Rebeka.

"Eu queria visitar algo que não fosse supermercado", brinca a professora de língua estrangeira, Gabriela Medeiros, 29. “O único lugar que estive ‘frequentando’, durante todo esse processo de Pandemia, era ele [supermercado]. Eu queria sentir e respirar um pouco de arte. Algo que pudesse me tirar um pouco dessa ‘nóia’ que a gente acaba vivendo dentro dessa pandemia”, complementa.

Uma das principais premissas de quem visita o museu é o fato de ser um local seguro. Além disso, visitantes apontam o local como atrativo “Estamos presas muito tempo em casa, cerca de sete meses. Daí, pensamos que o museu seria um dos lugares mais seguros, justamente pela quantidade de pessoas que frequentam esses lugares. Além dessa condição, o fato de ser no centro do Recife aguça muito a nossa vontade”, conta a professora de português, Julianne Rodrigues.

Denominada CKD, a exposição Completely Knocked Down, que se entende por “completamente derrubado ou completamente derrotado”, em tradução livre, é uma parceria entre artistas recifenses e alemães, e tem previsão de iniciar a exposição completa no final deste mês de outubro. O MAMAM fica na Rua da Aurora, 265, Boa Vista. O acesso é gratuito e, neste primeiro momento de retomada, os expedientes de visitação são de quinta a domingo das 12h às 16h. Além da CKD, o museu conta com a exposição permanente de algumas obras de Francisco Brennand.

HIGIENE

Quem for visitar o museu, pode ficar tranquilo. Logo na entrada, álcool em gel e líquido para que a higienização seja feita, além de um medidor de temperaturas, ambos na recepção. Além disso, em parceria com a Compesa, o museu conta com um lavabo no pátio do espaço. 

TAGS: arte | museu | recife | reabertura | mamam |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Polícia Federal vai usar drones para fiscalizar irregularidades nas eleições
Rhaldney Santos entrevista Dr. João Gabriel Ribeiro, neurocirurgião
Rhaldney Santos entrevista Armando Sérgio (Avante)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #179 - Coração dos vertebrados
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco