Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Mais de 3,6 mil pessoas recebem as chaves de habitacional em São Lourenço da Mata

Publicado em: 16/10/2020 15:33 | Atualizado em: 16/10/2020 15:43

 (Foto: Paulo Paiva/DP.)
Foto: Paulo Paiva/DP.

Três conjuntos habitacionais foram entregues, nesta sexta-feira (16), no bairro do Pixete, em São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife. Ao todo, foram construídos 900 apartamentos e as unidades devem beneficiar mais de 3,6 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social.

A dona de casa Rinalda Maria Silva, de 50 anos, morava de aluguel e comemorou o recebimento das chaves. "Isso é um sonho realizado. Só Deus sabe quantos anos de luta passei pagando aluguel, passando necessidade. Mas hoje, graças a Deus estou contando a vitória", diz.

Para Dayana Ferreira, 30, foi um alívio descobrir que iria se mudar para um apartamento com acessibilidade. O filho dela, Wanderson Rodrigo, de 14 anos, tem paralisia cerebral e se locomove em cadeira de rodas. Segundo ela, a rotina ficará mais fácil na casa adaptada. "As portas são largas, o banheiro é todo acessível. Isso significa uma mudança de vida", conta.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, a entrega das chaves foi feita de forma simbólica a apenas cinco famílias. O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, em visita ao Nordeste para entrega de obras, participou da cerimônia ao lado do líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), o senador Márcio Bittar (MDB), dos deputados federais Silvio Costa Filho (Republicanos), Danilo Forte (PSDB), Pastor Eurico (PHS), André Ferreira (PSC), e do deputado estadual Guilherme Uchôa (PSC).

 (Foto: Paulo Paiva/DP.)
Foto: Paulo Paiva/DP.
"Essa é uma ação que o governo está fazendo no Brasil inteiro desde o primeiro dia de mandato. Estamos retomando obras que estavam atrasadas, que foram iniciadas em governos anteriores, porque entendemos que obras nessa importância não podem ficar paradas", comentou Marinho.

A construção dos prédios no Conjunto Habitacional São Lourenço I, II e III foi financiada pelo programa habitacional Casa Verde Amarela, criado por medida provisória para substituir o Programa Minha Casa, Minha Vida. A MP ainda deve ser votada pela Câmara e pelo Senado para ser transformado em lei.

"O Casa Verde e Amarela é uma repaginação do outro programa habitacional. Vamos focar em questões como regularização fundiária e na diminuição da prestação do imóvel para permitir que mais famílias possam ingressar no sistema. Mais de um milhão de famílias vão poder acessar o financiamento imobiliário", comentou o ministro.

 (Foto: Paulo Paiva/DP.)
Foto: Paulo Paiva/DP.
De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, nos últimos dois anos foram entregues mais de 650 mil moradias de obras inacabadas do programa habitacional. Ao todo, foram investidos R$ 912 milhões para dar continuidade às obras de moradia para atender beneficiários com renda mensal de até R$ 1,8 mil. De janeiro a agosto, mais de 253 mil residências foram entregues em todo o País.

"Temos diversas obras em vários municípios de Pernambuco. Todos estão tendo seu desembolso e cronograma financeiro respeitado. E, brevemente, estaremos lançando os editais em função do novo programa habitacional. Para ter adesão, é necessário que os governos e prefeituras se habilitem", comentou Rogério Marinho.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Luta por representatividade: candidatas negras tentam reescrever a história
Resumo da semana: segunda onda da pandemia, drones na eleição e campanha sem aglomeração
Rhaldney Santos entrevista João Paulo (PCdoB)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco