Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Estilo modernista

Entidades lamentam demolição de antiga sede do CPRH

Publicado em: 05/10/2020 18:27 | Atualizado em: 05/10/2020 19:34

 (Foto: Felipe Pessoa/DP)
Foto: Felipe Pessoa/DP

A demolição da antiga sede da Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH, localizada na Rua Sant’anna, em Casa Forte, zona norte do Recife, não agradou entidades ligadas à Arquitetura e preservação de patrimônio. A Comissão de Patrimônio Cultural do Instituto dos Arquitetos do Brasil - Departamento Pernambuco (IAB-PE) emitiu uma nota de repúdio nesta segunda-feira (5).

No texto, a entidade questiona “a legitimidade de uma a ação de demolição que ocorre em tempo recorde, em um final de semana, sem placa de obra e sabendo-se que o imóvel em questão havia sido indicado por professores da UFPE, especialistas em arquitetura moderna, para classificação como Imóvel Especial de Preservação (IEP), previsto na (Lei nº 16.176/1996).”  Por fim, se coloca “à disposição dos órgãos de preservação do Recife e de Pernambuco para a ampliação do debate”.

A demolição do imóvel começou no final de semana. Nesta segunda (5), equipes ainda estavam no local para a realização do serviço. Durante 40 anos, a edificação foi sede da Agência Estadual de Meio Ambiente - CPRH, transferida para o bairro do Poço da Panela em janeiro deste ano. Inicialmente concebido como moradia, o projeto é assinado por Delfim Amorim, importante nome do Modernismo arquitetônico, movimento de que fizeram parte Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, seus maiores expoentes.

A nota - disponível na íntegra no site do IAB-PE - é assinada pelo Departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFPE; curso de Arquitetura e Urbanismo da UNICAP; Instituto Arqueológico Histórico e Geográfico Pernambucano; Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano da UFPE; Núcleo Pernambuco do ICOMOS Brasil; Núcleo Pernambuco e Direção Nacional do DOCOMOMO- Brasil e Núcleo Pernambuco e Direção Nacional da Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas.

Em comunicado, a Diretoria Executiva de Licenciamento Urbanístico (Dilurb) informa que o imóvel não era classificado como Imóvel Especial de Preservação (IEP) e, por isso, a licença de demolição foi expedida no dia 31/07, depois de percorrer todo o procedimento previsto, sem qualquer violação à legislação. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Resumo da semana: segunda onda da pandemia, drones na eleição e campanha sem aglomeração
Rhaldney Santos entrevista João Paulo (PCdoB)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão
Rhaldney Santos entrevista Dr Carlos Romeiro, ortopedista
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco