Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Jaboatão

Biblioteca Comunitária de Comportas retoma atividades com leitura e brincadeiras

Publicado em: 30/10/2020 18:34 | Atualizado em: 30/10/2020 18:40

 (Foto: Bruna Costa/ Esp. DP FOTO)
Foto: Bruna Costa/ Esp. DP FOTO

Crianças do bairro de Comportas, em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife, voltaram a contar com uma forte aliada do lazer e do acesso à cultura da comunidade. Foram retomadas nesta sexta-feira (30) as atividades da Biblioteca Comunitária de Comportas - Heleno Veríssimo. O espaço estava fechado desde março deste ano, por causa da pandemia do novo coronavírus.

A ação é uma iniciativa da Rede de Bibliotecas Populares, lançada no último sábado (24), em comemoração à Semana do Livro e ao Dia Nacional do Livro, lembrado nesta quinta-feira (29). Ao todo, o movimento coordena 13 bibliotecas, localizadas em comunidades do Recife, Olinda, Paulista, Jaboatão e Camaragibe.

No local, os pequenos puderam ter nas mãos novamente o acervo de obras com temáticas variadas - desde literatura infanto-juvenil, passando por sociologia, ecologia e literatura brasileira e estrangeira. Além da leitura, as crianças participaram de brincadeiras e atividades lúdicas, como confecção de livros e leitura mediada.

Para Muriel Prado, um dos coordenadores do espaço, o contato das crianças com os livros - feito com os cuidados necessários, como o uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social - veio em boa hora. “A gente acha importante a leitura para [a comunidade] ter um entendimento de mundo, e também minimizar o impacto da pandemia na educação no bairro”, diz.

Retomada parcial, mas importante

Por enquanto, apenas parte das atividades oferecidas pela biblioteca foram retomadas. Para os próximos dias, está prevista a volta dos empréstimos de títulos, desta vez por delivery. “Já foi um período longo sem atividades. Com isso, vimos que seria importante ter atividades direcionadas para o público infanto-juvenil”, afirma Muriel. Antes da pandemia, o espaço oferecia, além do acesso e empréstimo de livros, aulas de reforço de matemática e letramento, e oficinas de capoeira, karatê e futebol, atividades ainda sem previsão de retorno.

A universitária Vitória Caetano, 19, faz parte da equipe de voluntários que atende as crianças na biblioteca através do projeto Mãos Solidárias, uma parceria entre o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o Armazém do Campo e a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Para a estudante, movimentos como este ajudam a fortalecer a relação da comunidade com o mundo.“A gente tenta usar essas atividades para que a criança entenda que, dentro da realidade dela, ela pode fazer o bem, tanto para ela quanto para o ambiente em que vive”, destaca.

A Biblioteca Comunitária de Comportas - Heleno Veríssimo foi inaugurada em 2008, com o nome Grupo Associativo Meninos/as de Engenho (GAME), em referência ao antigo Engenho São Bartolomeu, onde está localizada. O projeto foi criado por iniciativa do escritor Heleno Veríssimo, que dá nome à biblioteca, morto em 2009, com a ajuda de moradores do bairro de Comportas.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista Dr Dimas Antunes
Argentina chora perda de Maradona
Jogadores se despedem de Maradona
Rhaldney Santos entrevista Dra Amanda López, neurocirurgiã pediátrica
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco