Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Educação

Recife é capital que mais cresce no Ideb pela segunda vez consecutiva

Publicado em: 15/09/2020 17:49

Capital pernambucana registrou crescimento de 62% quando comparada com a avaliação de 2011, a última antes da atual gestão. Em comparação com o último levantamento, de 2017, o Recife avançou 10 posições no ranking de capitais. (Foto: Google Maps/Reprodução.)
Capital pernambucana registrou crescimento de 62% quando comparada com a avaliação de 2011, a última antes da atual gestão. Em comparação com o último levantamento, de 2017, o Recife avançou 10 posições no ranking de capitais. (Foto: Google Maps/Reprodução.)

Pela segunda vez consecutiva, a rede pública municipal de ensino do Recife celebra o maior crescimento entre as capitais do Brasil, de acordo com os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) 2019, divulgado hoje. A rede, formada por 316 unidades de ensino e mais de 92 mil estudantes continua a bater a meta estipulada pelo Governo Federal para Anos Iniciais (5,2, para 2019) e pela primeira vez ultrapassa a meta dos Anos Finais, que foi estabelecida em 4,6, promovendo um salto de 4,1 na avaliação de 2017 para 4,7 pontos em 2019, o que representa um crescimento de 14,63% em comparação ao resultado anterior.

“O Recife recebe hoje uma excelente notícia. Pela segunda vez consecutiva, nós somos a capital que mais cresceu no IDEB em todo o país. Nós já ultrapassamos 10 capitais. Desde o início da nossa gestão, o IDEB já cresceu 62%. E, pela primeira vez, nós não só batemos a meta estabelecida pelo Ministério da Educação, como ultrapassamos essa meta. Eu quero agradecer a todos os profissionais da educação, agradecer aos nossos alunos e aos seus familiares,  porque tudo isso mostra  que estamos no caminho certo. Com o programa Escola do Futuro, com a Robótica,  com os laboratórios, com todas as inovações que nós trouxemos para a educação do Recife. Nós vamos continuar  avançando na educação e construindo cada vez mais futuro na vida das crianças da nossa cidade”.

Na avaliação precedente, em 2017, o Recife já havia dado um salto em relação aos resultados apresentados em 2015, quando havia também repetido o feito de ser a primeira capital em maior crescimento nos Anos Finais. Àquela época, a cidade apresentou o maior crescimento percentual entre as capitais do país, saltando de 3,5 para 4,1, um incremento de 17% em relação à avaliação precedente, de 2015. No ranking dos Anos Finais e 2019, a colocação de Recife também a pontua como o 7º melhor resultado no cômputo total, à frente de capitais como Porto Alegre (3,7) e Salvador (4,3).

Para o secretário de Educação do Recife, Bernardo D’Almeida, o resultado é gratificante e fruto de muito empenho da comunidade escolar, além de investimentos da gestão na qualificação e instrumentalização do corpo docente e adoção de práticas e programas de incentivo à leitura, ao fomento à ciência e ao raciocínio lógico, ferramentas consideradas fundamentais para o crescimento constante da rede ao longo dos últimos oito anos.

“Esse resultado é fruto de um trabalho colegiado e coletivo, no qual gestores, professores e corpo discente têm comprovado que o esforço constante para buscar melhores condições de infraestrutura como a climatização das escolas, instalação de laboratórios, cessão de computadores para nossos mestres, adoção de programas e práticas de estímulo ao conhecimento e apoio socioemocional sempre são o melhor investimento, porque se trata do futuro de nossa cidade, que está sendo construído dentro das salas de aula hoje”, pontua D’Almeida.

Rede cresce 62% em comparação a 2011 – A dobradinha do resultado de capital com maior crescimento entre Anos Finais no IDEBs de 2017 e 2019 é motivo especial de orgulho para a rede. No ano de 2011, a capital figurou como o terceiro pior resultado do país, com índices de 2,9. Desde então, a rede municipal do Recife apresenta índices crescentes e, em 2019, ao alcançar 4,7 fecha um ciclo de crescimento de 62% em relação a 2011.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #164 Atrópodos: a importância da quitina
Pernambuco investe R$ 47,2 milhões na agricultura familiar
Rhaldney Santos entrevista o ortopedista Leonardo Silveira
Rhaldney Santos entrevista o candidato à prefeitura do Recife Coronel Feitosa (PSC)
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco