Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Mobilidade

Prefeitura conclui projeto de rotas cicláveis da Nova Conde da Boa Vista

Publicado em: 14/09/2020 20:00 | Atualizado em: 17/09/2020 02:20

 (Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR.)
Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR.

Como garantia de prioridade para os ciclistas, a Prefeitura do Recife entrega, nesta terça-feira (15), a 4° Etapa da Rota Boa Vista, que faz parte do Projeto Nova Conde da Boa Vista. O novo equipamento foi implantado ao longo da Rua José de Alencar e tem 1 km de extensão, permitindo a conexão entre a Zona 30 da Ilha do Leite e a Avenida Conde da Boa Vista. Ao todo, já são 49,69 km interligados entre o Centro e a Zona Norte do Recife. Atualmente, o Recife possui 140 km de malha cicloviária, entre ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas, o que representa um aumento de 480% desde 2013, quando havia 24 km, números que representam o compromisso dessa gestão em fazer o Recife avançar no caminho de uma cidade cicloinclusiva.

O Projeto da Nova Conde da Boa Vista permitiu a expansão da rede ciclável no entorno da região, para dar cada vez mais possibilidade de caminhos ao ciclistas. A CTTU implantou, desde outubro de 2019, outras três etapas da Rota Boa Vista, entre ciclofaixas e ciclorrotas. A primeira etapa, na Rua da Aurora, logo em seguida, a segunda etapa, que faz o trajeto: Rua João Fernandes Vieira, Avenida Oliveira Lima e Rua do Riachuelo. A terceira etapa abrange a Rua Bispo Cardoso Ayres e Beco do Estudante, Rua João Fernandes Vieira até a Avenida Montevidéu e Rua Joaquim Felipe e Avenida João de Barros até a Rua Monte Castelo. Todas as rotas foram projetadas para fazer conexão com as já existentes.

Além disso, novas faixas de pedestres foram implantadas no entorno para dar ainda mais segurança viária para quem anda a pé naquela via. A velocidade também foi reduzida para 40 km/h, o que dá mais segurança para pedestres e ciclistas. A presidente da CTTU, Taciana Ferreira, comemora a entrega e destaca a prioridade aos ciclistas. "Foi um projeto pensado para abrir espaço para a bicicleta no centro da cidade, reduzindo velocidades das vias, retirando estacionamentos, dialogando com a comunidade. Entregar a última etapa das rotas cicláveis do projeto da Nova Conde da Boa Vista é um marco para o Recife e incentiva o uso desse modo de transporte", destaca.

A CTTU tem se empenhado para encontrar soluções eficazes e com baixo custo para garantir um trânsito cada vez melhor e mais seguro para todos. Desde  2013, já são mais de 150 modificações implantadas pela cidade, entre binários, disciplinamento de estacionamento, implantação de rotas cicláveis e outras mudanças de circulação.

Reconhecimento
Em 2019 a malha cicloviária de Recife foi considerada, em estudo realizado pelo Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP-Brasil), como a quarta rede mais acessível à população dentre as 20 maiores cidades do país. O estudo mostra que mais de 24% da população da cidade consegue acessar uma rede cicloviária a menos de 300 m de sua residência. Este ano, a capital foi reconhecida como a mais conectada do Norte-Nordeste pelo Ranking Conected Smart Cities - 2020. A mesma instituição aponta que Recife está entre as 10 melhores do país na área de mobilidade e acessibilidade no ano de 2020.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #164 Atrópodos: a importância da quitina
Pernambuco investe R$ 47,2 milhões na agricultura familiar
Rhaldney Santos entrevista o ortopedista Leonardo Silveira
Rhaldney Santos entrevista o candidato à prefeitura do Recife Coronel Feitosa (PSC)
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco