Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Projeto Bairro Amigo

Pesquisa analisa vivência da pessoa idosa durante o isolamento social

Publicado em: 15/09/2020 09:26


Estudo faz parte do Projeto Bairro Amigo da Pessoa Idosa, lançado em parceria com a UFRPE no mês de agosto, que pretende executar ações para valorizar o envelhecimento ativo. (Foto: Cortesia/PCR.
)
Estudo faz parte do Projeto Bairro Amigo da Pessoa Idosa, lançado em parceria com a UFRPE no mês de agosto, que pretende executar ações para valorizar o envelhecimento ativo. (Foto: Cortesia/PCR. )
A Prefeitura do Recife lança a primeira etapa de execução do Projeto Bairro Amigo da Pessoa Idosa: uma pesquisa de participação social. O Projeto está sendo desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos (SDSJPDDH), em parceria com a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), e prevê a execução de ações que valorizem o envelhecimento ativo e ocupação dos espaços da cidade. A pesquisa consiste em obter informações sobre a condição da pessoa idosa durante a pandemia da covid-19, contendo questionamentos sobre fatores psicossociais, físicos, tecnológicos e financeiros. As questões são direcionadas para pessoas que tenham a partir de 60 anos de idade, moradores de qualquer bairro do Recife. A pesquisa está disponível no link: https://forms.gle/on8QkqkJPwe1TGZe7.

"Se você é jovem, pedimos para que, se possível, auxilie uma pessoa idosa da família ou conhecida a preencher o formulário. O tempo estimado para o preenchimento completo das questões é de 10 minutos. Será uma grande contribuição para conhecermos as demandas desse público e construirmos uma cidade cada vez mais amiga da pessoa idosa", reforça Ana Rita Suassuna, secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Recife.

Inicialmente o Projeto Bairro Amigo da Pessoa Idosa consistiria em capacitações e eventos presenciais voltados para esse público. Porém, seu lançamento aconteceu apenas no mês de agosto e, no atual contexto de pandemia, a iniciativa terá como principal objetivo registrar e acompanhar a manutenção das atividades cotidianas dos idosos recifenses durante esse período. O Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa do Recife (COMDIR) também está apoiando o estudo.

O Projeto Bairro Amigo da Pessoa Idosa é baseado em conceitos presentes no Guia Global da Cidade Amiga da Pessoa Idosa, estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A criação do projeto piloto na cidade do Recife foi uma provocação feita pelo médico especialista em gerontologia Alexandre Kalache, que é co-criador do guia e presidente do Centro Internacional de Longevidade no Brasil.  Kalache se juntou a representantes da Gerência da Pessoa Idosa do Recife para idealizar pautas que valorizassem o envelhecimento ativo da comunidade e favorecessem a saúde, participação e segurança da pessoa idosa.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
De 1 a 5: Cuidados na saúde ocular das crianças
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #159 - Lesmas, Minhocas e Planárias
Rhaldney Santos entrevista a ginecologista Altina Castelo Branco
Pantanal: o pior incêndio da história
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco