Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Meio ambiente

Jardim Botânico reabre no Recife e torna-se opção de lazer durante a pandemia

Publicado em: 11/09/2020 11:43

 (Foto: Peu Ricardo/DP)
Foto: Peu Ricardo/DP
A dentista Catarina Bandeira, 42 anos, montou uma programação diferente para a família nesta manhã de sexta-feira (11). Junto com o marido, a filha de 14 anos e o filho de 4 anos, visitou o Jardim Botânico do Recife, na BR-232, no bairro do Curado, no Recife. O espaço verde, mantido pela Prefeitura do Recife, foi reaberto ontem à visitação após o fechamento durante a pandemia. A entrada é gratuita.
 
O Jardim Botânico funcionará de terça a sexta-feira, das 9h às 15h, e o público será limitado a 150 pessoas. O controle será feito na recepção, mediante aferição de temperatura com termômetros a laser. O uso de máscara cobrindo boca e nariz será obrigatório durante toda a visita, assim como o distanciamento mínimo recomendado de 1,5 metro. As caminhadas ambientais só poderão acontecer para grupos de até 8 pessoas do mesmo convívio e, nesta fase, permanecerá suspensa a realização de agendamento para ensaios fotográficos e filmagens.
 
“Eu sempre vinha aqui com a família antes da pandemia. Ficamos sabendo da reabertura e aproveitamos para visitar, ver um pouco de verde, tirar as crianças do apartamento”, disse Catarina. Ela afirmou que o passeio somente foi possível porque a filha mais velha estava na hora do recreio e o marido tem feito home office. Ela, por sua vez, consegue administrar os dias de consultas e, o filho menor, ela preferiu tirar da escola este ano.
 
Na visitação, estarão disponíveis totens com álcool em gel. Locais com algum grau de confinamento, como o orquidário, terão limite de visitação permitido a seis pessoas por vez. O Jardim Sensorial, que permite às pessoas tocarem em plantas, texturas, formas e sentir aromas, estará fechado para evitar disseminação da doença.
 
O espaço de convivência recebeu sinalização com as normas de distanciamento social entre os bancos. As atividades de educação ambiental estão temporariamente suspensas com o intuito de evitar aglomeração e manuseio em objetos, assim como as visitas guiadas, devido à impossibilidade de respeitar o distanciamento.
 
Durante a pandemia, o Jardim das Palmeiras recebeu cuidados especiais e foi criada a Arena Arbor, uma espécie de anfiteatro para aulas ou palestras, que será inaugurado na terça-feira (15). Os bancos são de pallet e alguns foram marcados para evitar que as pessoas sentem-se próximas umas das outras. A iluminação é de lead. Em volta da arena há também um jardim de biomas com 35 espécies, sendo quatro ameaçadas de extinção.
 
Antes da pandemia, o lugar recebia cerca de 800 pessoas por dia. “Acho que a tendência é que a frequência aumente. O Jardim Botânico é uma alternativa às praias e parques”, destacou o secretário de Meio Ambiente do Recife, José Neves.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Pantanal: o pior incêndio da história
Resumo da semana: escolas seguem fechadas, incêndio no Pantanal e mais leitos de UTI pediátrica
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #Aulão: tudo sobre botânica
Rhaldney Santos entrevista a oftalmologista Larissa Ventura
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco