Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Olinda

Grupo cria financiamento coletivo para restaurar cruzeiro do Alto da Sé

Publicado em: 10/09/2020 08:07

 (Foto: Leandro de Santana/DP)
Foto: Leandro de Santana/DP
Um grupo de ex-alunos da Academia Santa Gertrudes, no Alto da Sé, em Olinda, lançou um financiamento coletivo para recuperar o cruzeiro do Alto da Sé. O monumento, erguido em calcário, no século 18, e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), foi alvo de vandalismo em 8 de agosto. Um homem suspeito de quebrar a estrutura foi preso. A cruz é um dos principais pontos turísticos da cidade.

“Temos o propósito de criar o pertencimento entre o cidadão e o seu patrimônio histórico e trazer esse tema à tona”, comentou o ex-aluno José da Costa Soares. “Em um país onde a pauta do patrimônio histórico ocupa um dos últimos lugares na escala de prioridades, precisamos de uma atitude coletiva”, completou.

A adesão à vaquinha virtual é espontânea e qualquer valor pode ser doado. “O procedimento é 100% virtual, transparente e público”, disse José Soares. Para colaborar com o financiamento, basta acessar o https://apoia.se/cruzeirodase.

Os ex-alunos vão acompanhar a restauração do monumento junto à Prefeitura de Olinda. O município informou já ter feito o levantamento técnico e o orçamento. A promessa é de que na semana que vem começa o restauro. Na terça-feira, um grupo visitará o laboratório para ver de perto o trabalho dos técnicos. Na recuperação, será preciso reproduzir o material usado na época da construção do cruzeiro, sem uso de ferragens ou de cimento. O cruzeiro deve ficar pronto dentro de 60 dias.

Os organizadores do financiamento coletivo também buscaram o apoio do arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido. “Uma atitude louvável desses ex-alunos diante de um ato lamentável, criminoso e inaceitável”, disse o arcebispo. “Peço a quem puder ajudar na campanha, colaborando com qualquer valor, para que tenhamos de volta esse monumento histórico”, completou.

O homem, segundo investigações da Polícia Federal, que está com o caso, estaria sob efeito de drogas e teria subido na cruz. Inclusive ele também foi hospitalizado para se tratar de ferimentos causados ao cair do monumento, danificado com o peso dele.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Ministério da Saúde autoriza volta parcial da torcida na Série A
Resumo da semana: acidente em Boa Viagem, aulas liberadas e reinauguração do Geraldão
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #101 Actina e Miosina
Rhaldney Santos entrevista advogada Rafaella Simonetti do Valle
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco