Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

SAÚDE

Covid-19: 65 óbitos serão retirados dos registros do estado, incluindo turista canadense a bordo do Silver Shadow

Publicado em: 03/09/2020 17:12 | Atualizado em: 03/09/2020 20:35

 (Foto: Hesíodo Góes/Esp.DP)
Foto: Hesíodo Góes/Esp.DP
O governo de Pernambuco anunciou, nesta quinta-feira, que irá revisar os dados divulgados sobre a Covid-19. De acordo com o secretário de Saúde, André Longo, devem ser retirados dos boletins as vítimas e pacientes de outros estados e países. Com isso, pelo menos 229 casos graves da doença e 65 óbitos serão removidos, incluindo o turista canadense que morreu no Recife ainda em março. 
 
“No boletim de hoje estamos removendo do banco de dados do estado 229 casos graves e 65 óbitos da Covid-19, já que, apesar de inicialmente notificados aqui no estado e terem sido atendidos em unidades de saúde pernambucanas, eram residentes em outros estados e até em outros países”, disse o secretário. “Acho que todo mundo se lembra que um dos primeiros óbitos que registramos no estado foi de um turista canadense, que estava a bordo de um cruzeiro. Esse caso ficou registrado como de Pernambuco. A revisão de dados e orientação técnica é de que ele seja contado, e os de outros lugares também, nos locais de domicílio.” 
 
O turista em questão tinha mais de 75 anos e chegou ao Recife no dia 12 de março, a bordo do navio Silver Shadow. Ele teve um mal estar na hora do desembarque e precisou ser internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Real Hospital Português, com sintomas da Covid-19. O turista era ex-tabagista e tinha problemas cardíacos. À época, o navio foi isolado no Porto do Recife, mantendo cerca de 600 pessoas, entre passageiros e tripulantes, em quarentena.  
 
André Longo ainda frisou que, principalmente no interior do estado, próximo as divisas, habitantes de outros locais puderam utilizar da rede de saúde de Pernambuco durante a crise sanitária. Agora os números devem ser corrigidos, para que não aconteça de uma mesma pessoa estar registrada duas vezes em estados diferentes. “Temos sido solidários com os atendimentos a moradores vizinhos, o contingente maior de casos se refere a Bahia, a Paraíba e Alagoas. Com esta medida nós estamos seguindo recomendações técnicas para que os casos sejam registrados por local de residência, evitando assim duplicidade de registros”, pontuou. Agora, Pernambuco registra 130.199 casos, sendo 25.420 casos graves e 104.699 casos leves. O número de óbitos atualizado é de 7.619.  
 
O secretário aproveitou a coletiva para anunciar que, após o trabalho de qualificação dos dados, o detalhamento de casos leves por município voltará a ser divulgado a partir desta quinta-feira, depois de diversas tratativas com a Amupe e com o conselho de secretários municipais de saúde. A ideia é diminuir o “delay de informação” no estado. “É certo que o boletim informativo de um ou outro município poderá sair um pouco desconectado dessa informação que a gente está passando hoje, mas com o passar do tempo a gente vai diminuindo cada vez mais esse delay e há a possibilidade concreta dessa informação uníssona entre município e estado.” 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Brasil é vítima de desinformação sobre meio ambiente, diz Bolsonaro
Rhaldney Santos entrevista o empreendedor digital Harry Thorpe, criador da plataforma Miauu
Detran-PE realiza ações na Semana Nacional do Trânsito
De 1 a 5: Cuidados na saúde ocular das crianças
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco